Morre aos 90 anos Carlos Menem, ex-presidente da Argentina

Compartilhe

O ex-presidente argentino e atual senador pela província de La Rioja, Carlos Menem, morreu neste domingo (14) em uma clínica de Buenos Aires, aos 90 anos, informaram a agência oficial de notícias Telam e outros veículos da imprensa. Menem, que foi senador do peronismo, foi hospitalizado várias vezes nos últimos meses.

Internado com uma infecção urinária, o quadro de saúde do político, que governou a Argentina de 1989 a 1999, se deteriorou nos últimos dias. O político também lutava contra problemas cardíacos.

Em 2019, Menem foi condenado a três anos e nove meses de prisão por fraude na venda de um imóvel na década de 1990. Segundo a Suprema Corte, o ex-presidente desviou recursos públicos na transação comercial. Para ser preso, no entanto, ele deveria ser condenado também pelo Senado, o que não ocorreu.

Leia Também Prova de vida, pensão por morte e encaminhamento de benefícios: especialista Caroline Pereira orienta na Planalto News ECB Group assina contrato com empresa holandesa para compra de matéria-prima sustentável de Pongâmia Rádio Planalto se torna a primeira emissora do estado a contar com energia elétrica de forma renovável através da geração hidrelétrica CNJ decide aposentar desembargadora por ter beneficiado filho preso em MS