Diminui o número de ocorrências envolvendo queimaduras por água-viva no litoral gaúcho

Compartilhe
Reprodução / Internet   Reprodução / Internet 
O número de ocorrências no litoral gaúcho, com a atuação das equipes de salvamento, é o maior das últimas quatro temporadas de verão. A

Operação Verão ainda não terminou. O número de mortes por afogamento já bateu recordes.

Até o momento perderam a vida nas sete pessoas nas praias gaúchas: seis no litoral norte e uma no sul. Em relação aos salvamentos, a quantidade aumentou 67%: são 617 até o momento, contra 369 em relação à temporada 2019/2020.

Capão da Canoa é a cidade com mais resgates: 104, seguido de Torres, com 81, e Arroio do Sal com 48. 

Um índice com redução expressiva nesta temporada é o número de queimaduras por água-viva. Foram 93.360 ocorrências na temporada anterior, contra 20.237 no mesmo período deste ano, representando uma queda de 78%.

O reforço dos guarda-vidas no litoral vai até o dia 28 de fevereiro.

Leia Também Prova de vida, pensão por morte e encaminhamento de benefícios: especialista Caroline Pereira orienta na Planalto News ECB Group assina contrato com empresa holandesa para compra de matéria-prima sustentável de Pongâmia Rádio Planalto se torna a primeira emissora do estado a contar com energia elétrica de forma renovável através da geração hidrelétrica CNJ decide aposentar desembargadora por ter beneficiado filho preso em MS