Governo orienta sobre funcionamento do Ensino presencial na bandeira preta

Compartilhe


O governo do Estado acatou pedido dos prefeitos para a manutenção das aulas presenciais na bandeira preta para a Educação Infantil e os 1º e 2º anos do Ensino Fundamental, considerando a dificuldade que os pais encontram por não ter com quem deixar os filhos quando saem para trabalhar e a dificuldade de efetiva alfabetização das crianças em aulas virtuais.

Para os demais níveis de ensino, as atividades presenciais seguem proibidas em regiões com bandeira preta. As atividades de ensino presencial não podem ser definidas pelo sistema de cogestão regional.

As mudanças, tanto no horário de suspensão das atividades, como do funcionamento da cogestão regional e das escolas, devem ser publicadas em decretos ainda nesta segunda-feira (22), para que possam valer a partir de terça (23), juntamente com o mapa definitivo da 42ª rodada.

Ainda nesta semana, o governo do Estado convocou uma nova reunião, para quinta-feira (25/2), com a Famurs e as associações regionais para reavaliar a situação e o cumprimento das medidas.

Leia Também Passo Fundo confirma mais três óbitos em decorrência da Covid-19 Multa para quem não usar máscara vai de R$ 2 mil a R$ 4 mil em caso de reincidência Prefeitura abre neste sábado o Pronto Atendimento não Covid-19 no Hospital Municipal Bandeira Preta: novo decreto especifica multas e restringe venda de produtos não essenciais