Trabalhando por amor

Postado por: Adalíbio Barth

Compartilhe

Contam que, antigamente, um rei estava viajando de carruagem pelo seu reino. Chegou a um castelo, cansado da viagem e das etiquetas do protocolo. Queria descansar um pouco e resolveu dar uma volta, sozinho. Vestiu-se de modo simples, para que ninguém o reconhecesse como rei. Os funcionários do castelo de fato não o reconheceram, imaginando ser mais um segurança da comitiva real. Chegando à cozinha, encontrou uma cozinheira limpando galinhas. Sem rodeios, perguntou-lhe:

- Quanto você ganha por mês?

- Eu ganho tanto quanto o rei – respondeu prontamente a serviçal.

- Como assim? Você está comparando o seu serviço e o seu salário com as preocupações e o trabalho de um rei, que tem a missão de governar este imenso país?

- O serviço pode até ser diferente - disse a cozinheira - mas o salário é igual.

- Não entendo – acrescentou o visitante disfarçado -. Quer explicar?

- Sim! Eu, com o meu trabalho, ganho o céu. O rei, com o trabalho dele, não ganha mais do que o céu. E, além disso, faço o meu trabalho por amor a Deus e, se o rei não fizer o seu trabalho por amor a Deus, pode até não ganhar o céu.

Diz a história que o rei aprendeu a lição e daí em diante colocou uma dose de amor em tudo o que fazia. O que se faz por amor receberá recompensa.

Leia Também Você já ouviu falar da Síndrome de Burnout? Pe. Ivo e Pe. Fernando, gratidão! A convicção e o testemunho da Ressurreição Deus sobre uma árvore