Multa para quem não usar máscara vai de R$ 2 mil a R$ 4 mil em caso de reincidência

Compartilhe
(Foto: Foto: Getty Images via BBC)   (Foto: Foto: Getty Images via BBC) 

Previstas na Lei 6.437, de agosto de 1977, que dispõe sobre promoção, proteção e recuperação da saúde pública, as punições aplicáveis ao descumprimento das medidas estabelecidas pelo governo do Estado – tanto os protocolos de bandeira preta como a suspensão geral de atividades – estão sendo detalhadas no novo decreto.

Desde advertências, interdição de estabelecimento, aplicação de multa, cancelamento de permissão ou alvará para funcionamento da empresa e até prisão estão previstas para ações que transgridam as normas estabelecidas em decreto do governo estadual ou em portarias publicadas pela Secretaria da Saúde.

A principal novidade diz respeito ao descumprimento da determinação legal do uso correto de máscara, tapando nariz e boca, na circulação em espaços públicos e privados acessíveis ao público, em vias públicas e no transporte público coletivo. Quem descumprir essa regra pode receber uma advertência ou multa de R$ 2 mil, podendo ser majorada para R$ 4 mil em caso de reincidência.

Conforme a publicação, dependendo da gravidade das demais infrações, as multas podem ir de R$ 2 mil até R$ 1,5 milhão. Além disso, os valores podem ser dobrados em caso de reincidência.

• Clique aqui e acesse o Decreto 55.782, de 5 de março de 2021.

Leia Também Passo Fundo confirma mais um óbito em decorrência da Covid-19 Não há mais doses disponíveis para vacinação contra Covid-19 nesta segunda-feira Fiocruz deve liberar mais 4,7 milhões de vacinas nesta semana Vacinação contra a Covid-19 nesta segunda-feira será para quem nasceu em 1960