O maior presente

Postado por: Adalíbio Barth

Compartilhe

O homem, atrás do balcão, olhava a rua de forma distraída. Uma garotinha se aproximou da loja e amassou o narizinho contra a vitrine. Seus olhos brilharam, quando viu uma joia. Entrou na loja e disse que levaria o colar de turquesa azul.

- É para minha irmã! Pode fazer um pacote bem bonito?

Desconfiado, o dono da loja perguntou à menina quanto dinheiro tinha. Sem hesitar, ela tirou do bolso um lenço todo amarradinho. Foi desfazendo os nós e colocou sobre o balcão, com ar de felicidade, algumas moedas. Perguntou se era suficiente.

Quero dar este presente para minha irmã mais velha. Desde que nossa mãe morreu, é ela   que cuida de mim. Hoje é seu aniversário e sei que ela vai ficar muito feliz, porque estas pedras são da cor de seus olhos!

O homem embrulhou o colar com um vistoso papel e uma linda fita. E a pequena garota se foi, feliz. Antes de terminar o dia, uma linda jovem de olhos azuis entrou na loja, colocando sobre o balcão o embrulho, agora desfeito, e indagou:

- Este colar foi comprado aqui?

- Sim - respondeu o homem.

- Mas minha irmãzinha tinha poucas moedas, e este presente deve ter custado muito caro.

O homem tomou o estojo, refez o embrulho com carinho e o entregou à jovem, dizendo:

- Leve, é seu. Sua irmãzinha pagou o preço mais alto que qualquer pessoa pode pagar, pois deu tudo o que tinha!

O verdadeiro amor é o que se dá por inteiro, sem restrições. O amor fraterno não somente aquece quem recebe, como também santifica quem oferece.

Leia Também Você já ouviu falar da Síndrome de Burnout? Pe. Ivo e Pe. Fernando, gratidão! A convicção e o testemunho da Ressurreição Deus sobre uma árvore