Gol projeta retomada dos voos no final de maio em Passo Fundo e novas rotas no estado

Compartilhe
A Gol Linhas Aéreas anunciou oficialmente ao governo gaúcho o interesse de ampliar a sua atuação no Rio Grande do Sul. O objetivo é investir em voos regionais já a partir do mês de outubro de 2021. As cidades de Uruguaiana, Pelotas, Santa Maria e Santo Ângelo devem ser ligadas à capital de São Paulo por voos diretos. 
Atualmente, a Gol opera desta maneira com rotas nas cidades de Caxias do Sul e, retorna no final de maio, com voos aqui em Passo Fundo.
A intenção é que em setembro de 2021, ocorram os voos inaugurais ligando as cidades de Pelotas e Uruguaiana ao aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, com três voos diretos por semana, aumentando essa frequência mês a mês até a rota ficar diária.

O Estado já conta com rotas regionais ligando a capital gaúcha ao interior do Rio Grande do Sul, que serão ampliadas ainda no primeiro semestre de 2021. Com o anúncio da Gol a respeito da intenção de aderir ao Programa de Desenvolvimento da Aviação Regional (PDAR), o RS poderá ver ampliado no número de voos regionais ligando o interior do Estado a São Paulo.

Presidente da Frente Parlamentar da Aviação Regional e líder do governo na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Frederico Antunes comemorou o resultado da reunião. “Em menos de três horas, o passageiro decolaria de Uruguaiana e pousaria em São Paulo, em voo direto. E, de lá, poderia seguir para qualquer lugar do Brasil ou do mundo. O mesmo valeria para Pelotas, Santa Maria e Santo Ângelo", disse o parlamentar.

As negociações com a Gol começaram antes da pandemia da Covid-19 e foram retomados no início deste ano por meio de contatos entre o presidente o deputado Frederico Antunes, o secretário Costella, o diretor de Relações Institucionais da Gol Linhas Aéreas, Ciro Camargo, e o assessor da presidência, Alberto Fajermann.

Leia Também Bazar da APAE acontece nesta terça-feira Passo Fundo Solidária: ganhador do leilão, Kaizer Viebrantz, recebe faca personalizada das Rádios Planalto Motoristas profissionais com toxicológico realizado há mais de dois anos e meio devem renovar o exame Avião tem pane seca ao sair de aeroporto e vigilante confessa furto de combustível