Em épocas de crise

Postado por: Neuro Zambam

Compartilhe
Para os cidadãos brasileiros que tem mais experiência de vida, dentre os quais estou incluído, sabem o desafio e as demandas de viver num país com inflação alta, aumento de preços desenfreada, desvalorização da moeda, diminuição dos ganhos, desemprego e outras mazelas dessa natureza.

As novas gerações ouviram falar. Boa parte sequer imagina o que seja isso. Outros sequer um dia se preocuparam com poupança. E, nestes, estão os, também, já bem vividos. 

Entretanto, é preciso alertar e falar sobre isso para que as surpresas sejam o quanto menos traumáticas.Nenhum plano, seja pessoal, familiar, de trabalho, institucional, político ou em outra área dura para sempre.

Por isso é preciso replanejar constantemente a vida em seus detalhes e, especificamente, os recursos financeiros disponíveis. Em muitos setores os sinais ou constatações de crise são visíveis e evidentes. Longe de pensar: "Em épocas de crise se ganha dinheiro para gastar em época de 'vacas gordas'".

Em períodos de crise é fundamental atenção redobrada nas pequenas coisas o desenvolvimento da capacidade de dizer não, não e não. Isso porque cada dia é repleto de surpresas e incertezas.

Aumento de preços, juros altos, diminuição do financiamento e ajustes em todos os níveis são corriqueiros e necessários. As eleições se aproximam e a confiança depositada no voto são básicos para a vitalidade da democracia.

Também, os eleitos precisam sentir a voz do povo, com suas necessidades, incertezas e anseios. Digo isso porque ajustes 'pesados' são necessários e serão feitos pelos eleitos ou logo após a eleição ou em seguida à posse. Prestar atenção como os candidatos analisarão a atual crise é fundamental e quais os ajustes que serão propostos.

As novas gerações serão obrigadas  a frear a compras e os gastos mirabolantes. Ah, com certeza terão que aprender a necessidade de ajudar e solicitar ajuda.
Para os mais vividos, corridas e lembranças do passado retornarão.
Contudo, com outra velocidade.

Leia Também Ascensão do Senhor Delações, invasões, desocupações e manifestações Não matarás Estamos no auge da sujeira ou no início da limpeza?