Nossos queridos avós

Postado por: Élvis Mognhon

Compartilhe

Nessa semana celebramos o Dia dos Avós. Amor, cuidado, carinho, afeto, são sentimentos que passam pela relação entre avós e netos. A casa dos avós, geralmente, é o lugar do encontro, da alegria e das experiências mais incríveis.

Os avós, devido ao ritmo de suas vidas, e as experiências e vivências que foram adquirindo ao longo da vida, conseguem se relacionar, em grande medida, de forma diferenciada com as crianças. Os pais, muitas vezes, devido a correria do cotidiano, da necessidade de prover os filhos, acabam algumas vezes não tendo todo o tempo que gostariam para dedicar aos filhos. Os avós, nesse sentido, estão em outra situação, e conseguem proporcionar momentos especiais aos netinhos.

Os avós são considerados pais com açúcar devido a doçura das relações que estabelecem com nossos pequeninos. Mesmo quando partem, continuam presentes para sempre nos nossos corações. Quantas vezes, os avós, mesmo com dores, se deitam no chão para brincar com as crianças? Dedicam seu tempo para o amor e o afeto de forma ímpar, e conseguem fazer aquilo que talvez gostariam de ter feito aos filhos, mas não conseguiram por uma série de compromissos, trabalhos, atividades.

A vida é assim, e sempre recebemos novas oportunidades de vivermos intensamente nossos sentimentos. Os avós recebem essa oportunidade com os netos. Muitos pais conseguem, mesmo em meio a correria diária, ser presença na vida dos filhos, e isso é muito importante para a constituição psíquica dos filhos. Os avós nesses casos, vivem apenas o complemento dessa relação.

Aos avós que recordamos nessa semana nossos parabéns. Vocês são muito importantes para nós. Suas histórias, vivências e experiências nos ajudam nos caminhos da vida. Nosso muito obrigado, queridos avós. 

** O leitor poderá enviar sugestões, dúvidas, questionamentos sobre o tema para o e-mail: emognhon@gmail.com

Para agendar atendimentos clínicos utilizar o WhatsApp (54) 99983 9966.


Leia Também RABISCOS SEMANAIS: Rosto de Emanuel! Quais os caminhos da Direita e da Esquerda? Uma cidade Encantadora!? As Festas de Final de Ano e os Traumas