164 PRIMAVERAS...PARABÉNS PASSO FUNDO!

Postado por: Janaína Portella

Compartilhe

O que torna um lugar especial para se viver?

As suas paisagens, o seu desenvolvimento sociocultural, as pessoas que nela habitam?

Como toda data de aniversário, convido-te à reflexão, ao balanço e à avaliação quanto aos rumos que desejamos para o presente e futuro em nossas vidas vivendo nesta terra que escolhemos para viver e aqui ganhar o pão. Cada semente que plantamos colhemos o fruto na qualidade do tempo e cuidado que dedicamos para o seu desenvolvimento. E que fruto desejamos colher amanhã?

Como Vereadora tenho observado o quão necessário é uma cidade humanizada, em especial, junto aos serviços públicos. Pensar a Cidade é pensar nas pessoas.

Passo Fundo, que neste dia 07 completa 164 anos de emancipação política, tem muito a comemorar com seus 204.722 habitantes conforme últimos dados da estimativa do IBGE – 2020.

Nossa Passo Fundo está em constante desenvolvimento. É reconhecidamente a “Capital do Planalto Médio” e a “Capital Nacional da Literatura”, conforme Lei Federal nº 11.264, de 02 de janeiro de 2006, abrigando a Jornada Nacional de Literatura.  A Feira do Livro, o Festival Internacional do Folclore, o Rodeio  

Sua base econômica, fundamentalmente alicerçada no comércio e na agropecuária, é referência regional e para o sul do Estado do RS nas áreas da saúde e da educação. Sua infraestrutura oferece hotéis, comércio varejista vasto, restaurantes, cinemas, livrarias, shopping centers e toda a vasta gama de serviços especializados diante da qualificação profissional dos munícipes.

Possui alguns lugares e estruturas arquitetônicas que se apresentam como verdadeiros cartões postais, como a Catedral Nossa Senhora Aparecida, o Moinho, o Parque da Gare, a Praça Tamandaré, a Praça Marechal Floriano Peixoto, a Praça da Mãe Preta, o Parque Ambiental Banhado da Vergueiro, a Praça do Teixeirinha, a Biblioteca Municipal, o Museu de Artes Visuais Ruth Schneider, o Teatro Municipal Múcio de Castro, e a lista segue com vários tantos outros ambientes culturais que nos proporcionam momentos de lazer e cultura por aqui. E, não podemos deixar de mencionar o Complexo Turístico do Parque da Roselândia, o Museu Histórico Regional, o Instituto Histórico de Passo Fundo, a Igreja Matriz, a Capela São Miguel Arcanjo, o Centro de Tradições Gaúchas Lalau Miranda, dentre tantos outros locais que poderiam ser arrolados.

 Mas é na sua hospitalidade que toca no coração das pessoas. As pessoas que por aqui passam referenciam a cordialidade que são recebidas, o calor humano e a atenção dispensadas. E, como em todos as cidades, também apresenta muito, ainda, a se buscar implementar para a melhoria do sistema viário, para melhor qualificação profissional das pessoas, para o maior desenvolvimento industrial e oportunização dos postos de trabalho digno. 

Nesse momento pandêmico, temos a agradecer à Passo Fundo pela sua solidariedade fortemente expressada em cada pessoa que de alguma forma fez o possível com o que estava ao seu alcance para ajudar o próximo.

Como temos dito, uma pessoa não pode ajudar a todos. Mas Passo Fundo tem mostrado que todos podem fazer alguma ação para ajudar o outro.

É com esse espírito de solidariedade que parabenizo a nossa cidade de Passo Fundo, com o sentimento da responsabilidade que possuímos de criar oportunidades para um futuro cada vez mais próspero para nossa cidade e com sustentabilidade socioambiental.

 

Leia Também Quais os caminhos da Direita e da Esquerda? Uma cidade Encantadora!? As Festas de Final de Ano e os Traumas Os precursores