Deputado Alexandre Frota quer CPI para investigar facada em Bolsonaro

Compartilhe

O deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP) protocolou o pedido de abertura de CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para investigar a facada contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em 2018.

Quando ainda era candidato à presidência, Bolsonaro foi atingido por um golpe de faca durante uma visita à cidade de Juiz de Fora, Região Sul de Minas Gerais, em 6 de setembro de 2018. O ataque foi feito por Adélio Bispo de Oliveira, preso em flagrante.

Adélio foi considerado inimputável pela justiça. Isto quer dizer que ele era considerado incapaz de responder pelos atos que praticou. Assim, o acusado teve sua pena convertida em internação psiquiátrica por tempo indeterminado. Ele cumpre a sentença na Penitenciária Federal de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul desde 2018.

O deputado disse que tomou a decisão de pedir a abertura da CPI após assistir ao documentário "Bolsonaro e Adélio - Uma Facada no Coração do Brasil", do jornalista Joaquim de Carvalho.

"Hoje eu tenho noção do quanto muitas coisas não estão explicadas. Tudo leva a crer que o Bolsonaro tinha um problema sério no intestino e ele aproveitou dessa situação, criou esse fato e com isso ele venceu as eleições."


Fonte: Correio Braziliense



Leia Também Confira o cronograma de vacinação contra a Covid-19 nesta semana em Passo Fundo Confira o cronograma de vacinação contra a Covid-19 para a próxima semana Covid-19: ministério recomenda suspensão da vacinação de adolescentes sem comorbidades Vacinação contra a Covid-19: idosos com mais de 85 anos receberão terceira dose nesta sexta-feira