Viva o Nosso Rio Grande do Sul

Postado por: Élvis Mognhon

Compartilhe


O orgulho marca a história do povo gaúcho. Temos uma história de muita luta, superação e fibra. Celebrar o 20 de setembro nos traz à memória muitas lembranças, tradições e cultura.

Quem viaja pelo Brasil e pelo mundo, se depara com gaúchos nos mais remotos confins. Em grande medida, o povo gaúcho carrega consigo a marca da migração, de desbravar novos territórios e de paixão pela sua cultura. Os Centros de Tradições Gaúchas (CTG’s) são um exemplo disso, pois estão presentes em diversos Estados brasileiros e inclusive fora do Brasil.

Os costumes do povo gaúcho são repassados de geração em geração. O povo gaúcho canta de “peito estufado” o hino Rio-Grandense no final das solenidades. O chimarrão marca presença nos lares, locais de trabalho, nas relações sociais.

O povo gaúcho tem um vocabulário próprio, tem um sotaque característico e especialmente tem uma forma de comunicação muito diferenciada. A literatura gaúcha é riquíssima, com diversos escritores de projeção nacional e internacional. A música gaúcha tem legiões de fãs nos pagos e muito distantes deles também.

O orgulho de ser gaúcho nos identifica. O amor pelo garrão do Brasil nos irmana e fortalece. Encerro com um fragmento de uma linda canção composta pelo cantor nativista Leonardo e aproveito para homenagear a todos os gaúchos, que assim como eu, têm muito orgulho do nosso Rio Grande amado:

“É o meu Rio Grande do Sul céu

Sol, sul terra e cor

Onde tudo que se planta cresce

O que mais floresce é o amor

É o meu Rio Grande do Sul céu

Sol, sul terra e cor

Onde tudo que se planta cresce

O que mais floresce é o amor”

 

** O leitor poderá enviar sugestões, dúvidas, questionamentos sobre o tema para o e-mail: emognhon@gmail.com Para agendar atendimentos clínicos utilizar o WhatsApp (54) 99983 9966.

 

Leia Também Vamos falar sobre Outubro Rosa? “Coragem, levanta-te, Jesus te chama!” A identidade missionária da Igreja Somos todos manipuladores e manipulados