Secretaria da Saúde segue orientação do Ministério e reduz intervalo de aplicação de Astrazeneca para oito semanas

Compartilhe

O intervalo de aplicação das doses de vacina contra a Covid-19 da fabricante Astrazeneca foi reduzida de 12 para 8 semanas. A decisão foi tomada em reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) na terça-feira (19/10) por gestores estaduais e municipais, representados pelo Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Rio Grande do Sul (Cosems/RS). A orientação foi emitida pelo Ministério da Saúde na última semana.

Foi definido em CIB, ainda, a população que será alvo das 180 mil vacinas Pfizer que chegaram ao Estado na terça (19). A distribuição das doses ocorreu nessa quarta-feira (20). Na mesmo envio, foram encaminhadas doses de reforço ou para segunda aplicação (D2) que estavam reservadas na Central Estadual de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos (Ceadi), em Porto Alegre.

A próxima distribuição de doses Pfizer será suficiente para alcançar a vacinação de 48,3% do total da população gaúcha de 12 a 17 anos, estimada em 890 mil pessoas.

Veja a distribuição para os diferentes públicos:
• Reforço ou dose extra para população indígena, idosos, imunossuprimidos e profissionais da saúde: 1.750 doses de Astrazeneca;
• Primeira aplicação (D1) de adolescentes indígenas: 2.992 doses de Pfizer;
• Primeira aplicação (D1) de adolescentes: 132.210 doses de Pfizer;
• Segunda aplicação (D2) para quem atingiu o período ideal: 174.075 doses de Coronavac;
• Segunda aplicação (D2) para quem atingiu o período ideal: 133.554 doses de Pfizer.

Leia Também Passo Fundo começa a semana com o menor número de casos ativos em um ano e meio Covid-19: Chile começa a vacinar crianças a partir dos 3 anos de idade Confira o cronograma de vacinação de 06 a 10 de dezembro em Passo Fundo RS confirma primeiro caso da variante Ômicron