OR Sementes e Sementes Webber parceiras na tecnologia de trigo

Compartilhe
Fotos: Maicon Matana   Fotos: Maicon Matana 

É de excelente qualidade (conforme mostram as fotos), as lavouras de multiplicação de sementes  de trigo das Sementes Webber, em Coxilha.  As áreas eram para ter sido demonstradas em recente Dia de Campo, que foi cancelado  em virtude de uma tempestade ocorrida no local. 

As Sementes Webber, fazem a multiplicação de todas os materiais  desenvolvidos pelas OR Sementes.  Nos campos é possível encontrar as cultivares ORS Senna, ORS Feroz, ORS Guardião, que já estão disponíveis para os produtores comercialmente e os lançamentos, ORS Absoluto e ORS Confeitaria. 

As Sementes Webber têm uma tradição de décadas na produção de sementes.  A primeira unidade de beneficiamento foi construída nos idos de 1976.  Atualmente conta com  uma moderna estrutura, que vem desde o campo, com rotação de culturas,  sistemas de irrigação, beneficiamento, e  armazenagem com alto padrão de qualidade.

Maicon Matana,  gerente comercial da OR, enaltece a parceria com a multiplicadora e destaca as características dos trigos que estão sendo disponibilizados ao produtor.

              ORS Senna, é precoce, tem um ciclo de apenas 100 a 105 dias no campo,  o que possibilita o produtor colher e plantar a soja no período desejado.  Além da precocidade, o Senna apresenta boa tolerância ao  oídio, manchas, ferrugens e brusone no cerrado. 

             ORS Feroz, também é precoce, ciclo de 120 dias, pode ser semeado em todo o Rio Grande do Sul, desde a região do Planalto até o sul, onde a triticultura se expande. Apresenta grande potencial de rendimento e pacote fitossanitário, resistindo à doenças como o mosaico, oídio, ferrugem, giberela  e  brusone.  Possui farinha clara e boa qualidade industrial para os moinhos.

A cultivar ORS Guardião, quebra todos os paradigmas de produtividade, afirma o engenheiro agrônomo.  Apresenta o maior PMS (Peso Médio de Mil Sementes), 46 gramas de média, rendimento entre 15% e 20% a mais de que os outros materiais existentes no mercado. 

             E os lançamentos apresentados na fazenda, são o ORS Absoluto e ORS  Confeitaria. Esses materiais estão sendo lançados e estarão disponíveis ao produtor a partir do próximo ano. Foram desenvolvidos para atender as fábricas de biscoitos. 

O cenário é o melhor das últimas décadas para o trigo. Os preços atuais  que oscilam  entre R$ 83,00 a R$ 90,00 a saca,  nos mercados de balcão e disponível, respectivamente, são recordes e devem animar o produtor para aumentar a área em 2022.  Nem mesmo o auge da colheita no Paraná e Rio Grande do Sul  (os dois principais estados produtores  brasileiros),  houve pressão  de redução de preços.




Leia Também Acesso ao Bom Recreio receberá asfaltamento Eleita a nova diretoria do Sindicato Rural de Passo Fundo Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Ernestina e Tio Hugo reuniu associados Sindicato dos Trabalhadores Rurais realiza encontro regional em Passo Fundo