Pesquisa estuda comportamento da população gaúcha com relação às ISTs/HIV-aids

Compartilhe
O projeto Atitude está percorrendo o estado para mapear o que a população gaúcha sabe e faz acerca das Infecções Sexualmente Transmissíveis. O estudo também pretende obter informações sobre o número de pessoas infectadas pelo HIV/AIDS, sífilis e hepatites virais.

Os entrevistadores e coletadores irão nas residências a partir dessa segunda-feira (22), devidamente identificados. No total, irão coletar 265 amostras em Passo Fundo. Além de responder a questionamentos, os participantes serão testados para HIV, sífilis e hepatites B e C. Para o exame, serão necessárias algumas gotas de sangue, obtidas através de uma picada na ponta do dedo (punção digital). O principal objetivo do estudo é identificar fatores comportamentais e relativos aos conhecimentos que contribuem para a manutenção de altos índices de infecção pelo HIV e outras ISTs no Rio Grande de Sul.

Toda informação obtida no estudo é confidencial. A participação é de caráter voluntário e os exames são feitos gratuitamente. A pesquisa é desenvolvida por meio de uma parceria entre o Hospital Moinhos de Vento, Ministério da Saúde e Secretaria da Saúde (SES).

Mais informações podem ser obtidas pelo fone (51) 3537.8092.

Leia Também Federação dos Hospitais Filantrópicos do RS promove evento para debater os cenários e perspectivas para 2022 Casos de Aids entre jovens aumenta no Brasil Com a farmácia da UBS São Luiz Gonzaga, Prefeitura facilita o acesso a medicamentos Alterado local para eleição do Conselho Municipal de Saúde