Pílula do Amor: Hemoterapia do HSVP distribui mensagens de esperança

Compartilhe

Ação envolvendo colaboradores marca o início da Semana Nacional do Doador de Sangue 

A doação de sangue é resultado de uma corrente de solidariedade formada por indivíduos que não se conhecem, mas que dependem um do outro para alcançarem o objetivo de salvar vidas. Pensando nisso, o Serviço de Hemoterapia do Hospital São Vicente de Paulo de Passo Fundo realiza ações alusivas à Semana Nacional do Doador de Sangue para lembrar de cada pessoa que participa do processo de captação: doadores, funcionários e pacientes.

Nesta segunda-feira (22) aconteceu a distribuição de Pílulas do Amor, com foco na troca de mensagens positivas entre os profissionais da equipe do Serviço de Hemoterapia. A iniciativa do HSVP foi criada, em 2011, a partir das campanhas da Pílula do Bem, com recados de doadores para doadores, e a Pílula da Vida, troca entre doadores e receptores. A enfermeira Eliane Bianchini, que voluntariamente escreve os recados, conta que a ideia é humanizar a rotina da doação de sangue. "Nossas mensagens são carregadas de simbolismo e amor. Temos certeza que esse gesto reforça o papel que cada colega tem na vida das pessoas que dependem das doações de sangue para viver".

A Dra. Cristiane da Silva Rodrigues de Araújo, responsável técnica do Serviço de Hemoterapia, destaca a importância de celebrar a Semana parabenizando os diferentes públicos envolvidos na campanha de doação de sangue. “Trabalhamos com as Pílulas há anos. Hoje, em especial, queremos motivar nossos colaboradores com mensagens de apoio, otimismo e empatia. Muitos já são doadores e outros são fiéis defensores da nossa bandeira. Neste processo, todos são atores importantes e merecem reconhecimento”.

Além das atividades internas, como exposições de desenhos feitos pelas crianças da Oncopediatria e a certificação de fiéis doadores e parceiros amigos, a Instituição realiza na quinta-feira (25) o evento "Doadores do Amanhã". O HSVP Passo Fundo, com o apoio de entidades e do poder público, está convidando a Direção das Escolas de Ensino Médio de Passo Fundo a se somarem à campanha. Os professores serão orientados como trabalhar a temática nas salas de aulas já que, infelizmente, a faixa etária dos 16 aos 29 anos é o menor público entre os doadores e precisa ser fidelizada para garantia de mais vidas sejam salvas no futuro. 


Flávia Dias - Comunicação HSVP Passo Fundo

Leia Também Federação dos Hospitais Filantrópicos do RS promove evento para debater os cenários e perspectivas para 2022 Casos de Aids entre jovens aumenta no Brasil Com a farmácia da UBS São Luiz Gonzaga, Prefeitura facilita o acesso a medicamentos Alterado local para eleição do Conselho Municipal de Saúde