Santo de casa faz milagre sim, só não conta vantagem!

Postado por: Janaína Portella

Compartilhe


 

SANTO DE CASA FAZ MILAGRE SIM, SÓ NÃO CONTA VANTAGEM!

 

No momento em que vivenciamos as expectativas dos empreendedores para um 2022 com a exigência de inovações, visão de futuro e necessidades de vencer a crise econômica e os resultados negativos advindos da pandemia, o que mais se verifica é a intensificação de projetos pautados em gestão tecnológica e plataformas digitais.

Mas, como você empreendedor vê o seu negócio?  Você é daqueles que vê “a grama do vizinho mais verde”?  Nessa percepção, não raro, o empreendedor e seus colaboradores acreditam na necessidade de trazer “alguém de fora”, com olhar atento às inovações e com visão do possível cenário.  Com isso, consultorias terceirizadas, treinamentos, palestras, coaching, ajudarão muito os colaboradores internos na capacitação e desenvolvimento de projetos, com o assumimento de novas metas, responsabilidades e compromissos de apresentarem ideias criativas que gerem resultados para o empreendimento.

Ocorre que, via de regra, os colaboradores internos possuem a experiência adquirida da cultura da empresa, do mercado em que está inserida e são as ferramentas aptas para sua empresa se firmar e alcançar melhores resultados.

Assim, os ‘santos’ itinerantes passam por um curto período no local, realizam suas consultorias, preparam os ‘santos’ da casa com cronogramas, padrões de metas e estabelecimento de prioridades, e, ao final, os ‘santos’ da casa fazem o milagre acontecer, mas não são considerados os milagreiros!  

O que quero trazer para a reflexão junto aos empreendedores é a necessidade de ser exercido o reconhecimento.  Lute contra o dito popular de que ‘santo de casa não faz milagre’, pois ele faz sim, só não é reconhecido. 

O líder empreendedor precisa realizar o planejamento de seu negócio, atender às suas necessidades prioritárias, pois, por vezes, está tão preocupado em atender aos clientes e esquece de fazer o básico quanto a sua boa apresentação, atenção aos processos internos, à produção de conteúdo, adaptação às novas realidades de mercados e perfis de clientes.

Trabalhe a gestão interna como prioridade e, lembre-se que a retenção de talentos é a melhor estratégia. Conforme o ângulo de observação a sua grama poderá estar mais verde que a do vizinho!


                          Janaína Leite Portella

              Advogada, Professora universitária,

                                  Empresária e Vereadora
      janaina@leiteportellaadvogados.com.br

Leia Também Decidir-se Vocação e testemunho RABISCOS SEMANAIS: Desejo ardente! Um Feliz Dia dos Pais