Camarão não mastigado causou obstrução intestinal em Bolsonaro, diz médico

Compartilhe
Reprodução / Internet   Reprodução / Internet 
Em entrevista coletiva nessa quarta-feira (5), o médico Antônio Macedo, que acompanha o presidente Jair Bolsonaro (PL), confirmou que a causa do quadro de obstrução intestinal que o mandatário sofreu no começo desta semana foi um camarão não mastigado. "O camarão não foi mastigado. A gente pede para que todos mastiguem 15 vezes cada garfada", explicou. Antes, o presidente informou que "não almoça, engole" a comida. 

O presidente, então, brincou com o número e perguntou se pode mastigar 22 vezes, número do PL, partido ao qual se filiou no fim do ano passado para concorrer à reeleição neste ano. "Eu não almoço, eu engulo. Comi uma peixada, tinha uns camarõezinhos também. Mastiguei o peixe e engoli o camarão. Foi isso que aconteceu", detalhou Bolsonaro, que recebeu alta nesta quarta-feira.

*R7

Leia Também Câmara de Vereadores sedia audiência pública do Estado sobre segurança pública Definido ato público com Lula no Rio Grande do Sul TSE aprova registro de federação partidária entre PT, PCdoB e PV Deputados do PT entram com ação contra Sergio Moro por prejuízos causados ao país