Em entrevista à Planalto News, advogado de réu da boate Kiss faz criticas à sentença

Compartilhe
Foto: Arquivo Pessoal   Foto: Arquivo Pessoal 

Passado mais de um mês desde que foi proferida a sentença do maior julgamento do estado do Rio Grande do Sul, os advogados dos réus da boate Kiss aguardam pelo julgamento do recurso.

Na manhã de quinta-feira, 13, o advogado de Elissandro Spohr, sócio da boate e condenado a 22 anos e seis meses de prisão, Jader Marques, concedeu entrevista ao programa COMANDO POPULAR na RÁDIO PLANALTO NEWS 92.1 onde fez duras críticas a pena imposta aos réus.

Marques considerou a sentença como absolutamente ilegal. “Nós vamos mostrar que se o júri por um lado erra, por não ter conhecimento jurídico, está provado e comprovado que ter conhecimento jurídico por si só não basta, tanto que nós estamos diante de uma pena absolutamente ilegal, excessiva e tecnicamente incorreta. É uma sentença sofrível, por que ela expressa todo esse sentimento de dor, de mágoa, de angústia, só que por alguém que não poderia fazê-lo.

Sobre o movimento de outros advogados criminalistas que também consideram exagerada a pena, o advogado assim se manifestou. “O que se viu foi um absurdo em termos de sentença aplicada. O que nós vemos agora é que a comunidade jurídica reage, porque percebe algo que nesse processo ficou muito evidente, mas que acontece em vários locais por ai, que é a manipulação dos conceitos especialmente do dolo eventual por alguns promotores de Justiça como forma de atrair para sua atuação uma maior visibilidade”, finaliza.

Leia Também Saiba qual o dia e horário em que mais ocorrem acidentes em Passo Fundo Termina neste domingo a reaplicação do Enem 2021 Sociedade Ornitológica da Região do Planalto faz doação para famílias necessitadas Especialista esclarece dúvidas sobre aposentadoria por idade