Guerra e Paz

Postado por: Élvis Mognhon

Compartilhe


 

Nos últimos dias estamos apreensivos com o noticiário internacional. As movimentações no Leste Europeu, com a invasão da Ucrânia pela Rússia, deixam o mundo apreensivo e preocupado.

Ao longo dos séculos povos lutaram pela consolidação de territórios, expansão e hegemonia. O poder está no centro de todas essas buscas. O poder seduz, corrompe e nos deixa cegos. Muitas decisões são tomadas todos os dias baseadas única e exclusivamente pelo poder.

A Arte da Guerra é um tratado de estratégia militar escrito por Sun Tzu no século IV A.C. O livro conta com uma célebre frase que é popularmente conhecida: Si vis pacem, para bellum, traduzido para o português como: “Se quer paz, prepara-se para a guerra”. Historicamente os exércitos foram responsáveis por garantir a paz, mas também foram utilizados para garantir mais poder.

A paz precisa ser reestabelecida. A bandeira branca precisa se fazer presente em nossas relações, sejam nas mais próximas às relações internacionais. Apesar das divergências, dos diferentes ângulos e formas de compreender a realidade, temos algo que nos une e aproxima: somos seres humanos, e enquanto humanos, precisamos, de fato, sermos humanos. Precisamos juntos levantarmos a bandeira da paz, a bandeira do amor e da fraternidade universal.

 

** O leitor poderá enviar sugestões, dúvidas, questionamentos sobre o tema para o e-mail: emognhon@gmail.com Para agendar atendimentos clínicos utilizar o WhatsApp (54) 99983 9966.

 

Leia Também O Senhor está próximo És tu o Messias esperado? OS TRÊS OPERÁRIOS RABISCOS SEMANAIS: Rosto de Emanuel!