A Empatia Nossa de Cada Dia

Postado por: Élvis Mognhon

Compartilhe


A sociedade tem avançado muito em diversas dimensões: saúde, ciência, tecnologia, educação. No entanto, no que diz respeito à empatia ainda temos um longo caminho para percorrer.

A falta de empatia assola nossa sociedade. Muitos autores têm abordado que a carência de empatia tem se tornado o “mal do século”. É possível caracterizá-la como a capacidade de colocar-se no lugar do outro, sentir com o outro, ser solidário à dor e o sofrimento alheio. Quantas vezes fechamos os olhos ao sofrimento alheio e fazemos daquilo apenas uma experiência desagradável e repugnante?

O encontro com o outro contempla nossa dimensão social. Precisamos da interação, da experiência compartilhada, da vida em sociedade. Apesar das diversas mudanças e possibilidades de interação, pois hoje o virtual aponta novas perspectivas, ainda assim, a presença física e/ou virtual do outro, faz-se importante.

A empatia é uma habilidade socioemocional que precisa ser constantemente cultivada. Precisamos nos importar com o outro, gerando aquilo que denominamos reciprocidade. Somente assim avançaremos enquanto civilização. Viva a empatia nossa de cada dia. Sejamos mais empáticos e colheremos os frutos de uma sociedade melhor.

 

** O leitor poderá enviar sugestões, dúvidas, questionamentos sobre o tema para o e-mail: emognhon@gmail.com Para agendar atendimentos clínicos utilizar o WhatsApp (54) 99983 9966.

 

Leia Também O Senhor está próximo És tu o Messias esperado? OS TRÊS OPERÁRIOS RABISCOS SEMANAIS: Rosto de Emanuel!