RS prossegue sem Alertas ou Avisos no Sistema 3AS com a estabilidade de casos de Covid-19

Compartilhe

Coordenada pelo governador Ranolfo Vieira Júnior, a reunião do Gabinete de Crise dessa quarta-feira (20/4) terminou sem emissão de Alertas ou Avisos no Sistema 3As de Monitoramento, responsável pelo gerenciamento da pandemia no Rio Grande do Sul. É a sexta semana em que o Estado não dispara Alertas ou Avisos.

Nos últimos sete dias, a média móvel de casos confirmados apresentou redução de 18%. Assim, a incidência semanal é de 110,1 casos por 100 mil habitantes. No mesmo período, o número de internados, entre suspeitos e confirmados, aumentou 9% – 23 internações em leitos clínicos e redução de 14 em UTI. A taxa de ocupação das UTIs do Estado está em 65,3%.

A média móvel dos últimos sete dias de internados em leitos clínicos, entre suspeitos e confirmados, é de 297, uma redução de 11,9% em relação à semana passada. Já a média móvel de internados em UTIs, entre suspeitos e confirmados, é 135, 7,5% inferior à semana passada.

Nesta semana, foram contabilizados 49 óbitos, uma média de sete mortes por dia. Isso representa queda de 10,9% em relação à semana anterior.

O governo do Estado segue chamando atenção para a importância da busca pela dose de reforço. Até o momento, 87,1% da população residente do Estado já fez uma dose ou a dose única; 78,8% está com o esquema vacinal primário (duas doses ou dose única) e 48,4% das pessoas já tomaram as três doses do imunizante contra Covid-19.

Na semana passada, o painel da vacinação contra o coronavírus no Estado (vacina.saude.rs.gov.br) passou a apresentar uma nova forma de informar os dados relativos a pessoas consideradas com esquema vacinal completo. Até então, eram apresentadas as pessoas com duas doses ou dose única recebidas. A partir da nova sistemática, considerando adultos (com 18 anos ou mais), isso passa a valer para quem recebeu a dose de reforço.


Leia Também Passo Fundo fará vacinação neste sábado Governo intensifica monitoramento da covid-19 após identificação de duas subvariantes com alta possibilidade de transmissão Vacinação contra a Covid-19 será aberta para todas as crianças de seis meses a três anos incompletos Contra lockdown, chineses destroem centro de testagem e viram carro de polícia em Guangzhou