Câmara de Vereadores recebe reivindicações de estudantes após aumento da passagem

Compartilhe

O recente reajuste no valor da passagem do transporte coletivo urbano de Passo Fundo e o impacto no dia a dia do cidadão passo-fundense são assuntos discutidos no Parlamento Municipal. Na tarde de quarta- feira (27), a pauta norteou falas de vereadores durante a Sessão Plenária, e, mais cedo, foi assunto de reunião entre o presidente da Casa, vereador Evandro Meireles (PTB), e o 2° secretário da Mesa Diretora, vereador Wilson Lill (PSB), com integrantes do movimento estudantil, que procuraram o Legislativo.

Com o decreto publicado na última semana pela Prefeitura, a passagem urbana passou de R$ 4,75 para R$ 5,50. Contestações a essa revisão embasam um requerimento assinado por diferentes entidades representativas e partidárias e entregue ao Legislativo, na tarde de quarta-feira, pela advogada do Diretório Central dos Estudantes da UPF, Gabriela Bergamo Leal; pela presidente da Unidade Popular, Priscila Voigt; pela representante do DCE/ UPF, Maria Luisa Nolasco; e pela coordenadora geral da União Passo-fundense dos Estudantes Albertina Rosado, Maria Fernanda Kemmerich.

O documento elenca sete pontos, incluindo um pedido para que o Executivo suspenda o aumento do valor da passagem; solicita informações sobre as planilhas de custos e receitas das empresas; pede a realização de uma audiência pública; a ampliação da participação popular nas decisões que envolvem o transporte público; medidas em relação à licitação, em prol do fortalecimento da Codepas e visando a concessão do passe livre a estudantes e desempregados. “Vemos o transporte público como um direito do cidadão. Entendemos que é um debate que precisa ser feito pelos vereadores”, resumiu Priscila Voigt.

Meireles reiterou que o aumento da passagem do transporte público não passa pela Câmara de Vereadores. O reajuste foi construído entre o Poder Executivo, empresas prestadoras do serviço e o Conselho Municipal dos Transportes. “Ainda assim, nós, como integrantes do Poder Legislativo, estamos aqui para receber e  trabalhar para atender as reivindicações da nossa comunidade, levando, quando necessário, as demandas ao conhecimento do Executivo. É função do Legislativo intermediar soluções às demandas dos moradores da nossa comunidade, estimulando o debate e a reavaliação de temas como esse, sobretudo, por ser o valor da passagem uma questão que afeta drasticamente a vida da população passo- fundense”.

O vereador Lill garantiu a análise do documento e o encaminhamento legislativo cabível. “O que estiver ao nosso alcance, vamos fazer. Vejo com bons olhos a realização de audiência pública, como solicitado, sendo uma das ações que podem ser efetivadas pela Casa, considerando que a decisão em relação ao
reajuste cabe ao Executivo”, ponderou ele, ao lembrar que já integrou o Conselho Municipal do
Transporte há alguns anos.

Por fim, Meireles informou que o documento será posto para avaliação de todos os vereadores da Mesa Diretora, junto com a procuradoria da Câmara. “A partir disso, definiremos os trâmites legislativos que podem ser adotados para dar encaminhando junto ao Executivo”, finalizou.

Foto: Comunicação digital/ CMPF

Leia Também Lula diz não ter rancor por prisão: “Estou apaixonado” PSB reafirma que Beto Albuquerque vai ao Piratini Em nota, Centro Terapêutico de Carazinho afirma que todos os alvarás estavam em dia Eva Valéria Lorenzato anuncia pré-candidatura à Deputada Estadual pelo PT