Mãe, pode entrar!

Postado por: Adalíbio Barth

Compartilhe

Conta a fábula que, um dia, Deus resolveu dar um passeio pelo mundo, levando consigo Pedro, seu velho amigo e porteiro do céu. Entraram numa maloca e viram sentada uma mulher que dava de comer, aos seus dois filhos, apenas um pão, repartindo-o em duas porções. Ela, infeliz, ficou sem nada.

- Viste o que ela fez? - perguntou Deus a Pedro, que respondeu:

- É que ela não tem fome!

- Não, é que ela é mãe - emendou Deus.

Chegaram depois a uma região muito fria. Num barraco, encontraram uma mulher rasgando parte da própria roupa para agasalhar o filho pequeno.

- Não te parece estranho? - comentou Deus.

- É que ela não está com frio - adiantou Pedro.

- É porque ela é mãe - respondeu Deus.

Já no fim da viagem, depararam-se com uma velhinha toda alquebrada, quase cega, desgastada e curvada pelo trabalho e pelo sofrimento.

- É que ela viveu muito - apressou-se Pedro.

- É porque ela foi mãe - sublinhou Deus.

Poucos dias depois de regressarem ao céu, tocou a campainha da porta e Pedro foi abrir. Vendo que era uma mulher idosa, sorriu e logo a convidou:

- Pode entrar, senhora, porque és santa.

- Pode entrar porque és mãe - corrigiu Deus.

Pedro aprendeu a lição. Cada vez que vai abrir a porta - conclui a lenda -, se é mulher, já pergunta se é mãe. Sendo positiva a resposta, em tom solene, lhe diz.: "Entra e toma teu lugar de honra".

 

 

 

 

Leia Também Uma presença nova Dona Pureza Presente desejado RABISCOS SEMANAIS: Corporeidade à boa notícia!