Região de Passo Fundo produz feijão e preço despenca

Compartilhe
 Começou a chegar feijão produzido na região de Passo Fundo.  Os agricultores da região do planalto gaúcho não tem o hábito de plantar feijão preto, mas em virtude do fracasso nas lavouras de milho e soja por causa da estiagem, muitos  apostaram no produto   como alternativa para tentar tirar algum proveito de suas terras. A colheita está acontecendo, o produto está chegando nos  armazéns mas o preço baixou mais de 50%. O valor oferecido pela saca de 60 kg está ao redor de R$ 190,00, semelhante ao da  soja.  Historicamente o valor foi equivalente a 50% mais que a soja.  O consultor Luciano Remor, da Remor Consultoria, sugere aos produtores,  que tiverem condições de armazenagem , que beneficiem o produto e aguardem  a comercialização porque depois da pressão de oferta ocorrida na colheita o preço irá subir. O feijão preto tem mercado restrito. É consumido basicamente no sul do país e no Rio de Janeiro. O feijão carioca equivale a 85% do consumo no Brasil.

Leia Também IBGE estima safra recorde de 261,5 milhões de toneladas em 2022 Professor Elmar Floss lança livro no Paraguai Carlos Fauth toma posse no Sindicato Rural de Passo Fundo Fetag realiza congresso com agricultores em Passo Fundo