Dengue: Passo Fundo registra 18 casos ativos e período requer redobrada atenção

Compartilhe
Foto: divulgação   Foto: divulgação  

Com a chegada do frio a tendência é que os casos de dengue reduzam em todo o Rio Grande do Sul. Este fator está relacionado pois o mosquito transmissor, não sobrevive por muito tempo a baixas temperaturas. Porém os ovos e larvas sobrevivem, motivo pelo qual é preciso manter as medidas de prevenção mesmo durante os dias de frio.

De acordo com o último levantamento da plataforma de arboviroses, Passo Fundo registra 18 casos de dengue sendo, 10 importados e 8 autóctones (adquirido dentro da cidade). A estatística mostra ainda que nenhuma morte foi registrada por a doença em nossa cidade.

A chefe do núcleo de vigilância ambiental de Passo Fundo, Ivânia Silvestrin destacou que mesmo com as temperaturas baixas é preciso que os cuidados continuem. Alerta que nos dias frios os ovos continuam vivos e com apenas alguns dias de calor eles voltam a se transformar em mosquitos.

Dados estaduais

O Rio Grande do Sul registrou nesta sexta-feira (20), mais um óbito pela doença. O estado soma agora 31 mortes pela doença em 2022, número significativamente maior do que registrado no ano passado. A estatística mostra que a grande parte das pessoas que morreram tinham 70 anos ou mais.

Ao total durante este ano foram notificadas 26.193 infecções por dengue, das quais 21.948 são autóctones. Entre os municípios, Igrejinha é o que mais tem mortes, foram registrados até o momento cinco. 

Leia Também Vacinação contra a gripe passa a ser oferecida para crianças a partir de 6 meses de idade Hospital São Vicente de Paulo celebra 104 anos nesta sexta-feira Prefeito anuncia o acesso prioritário de gestantes acompanhadas pelo Meu Bebê, Meu Tesouro a cursos profissionalizantes Equipe de ESF entra em ação para socorrer criança engasgada no Valinhos em Passo Fundo