Entre quatro paredes

Postado por: Élvis Mognhon

Compartilhe


 

O ser humano precisa do outro para sobreviver. Somos seres sociáveis e buscamos no encontro com o outro, a formação de vínculos saudáveis e duradouros.

Desde os primórdios da humanidade as pessoas buscaram através de relacionamentos e trocas afetivas a construção de vínculos. A reprodução humana e o desenvolvimento da sociedade exigiram que esses vínculos fossem constituídos. A intimidade do casal precisa ser preservada. O cuidado de um para com o outro demonstra a qualidade dos laços afetivos e produz efeitos duradouros na relação.

Durante o longo período de isolamento (pandemia) muitos casais viveram momentos adversos nos relacionamentos, seja pelo medo do contágio da doença, por compartilhar o mesmo espaço de trabalho ou por viverem uma espécie de “intensivão”, tendo passado a conviver 24 horas por dia, 7 dias da semana. Essa experiência, para muitos casais, trouxe sofrimento. Para outros foi um importante momento de reencontro. Alguns casais, não sabendo para quem recorrer, buscaram desabafar com pessoas de sua “confiança” e foram surpreendidos negativamente.

A psicoterapia de casal pode ser uma excelente opção para os casais que não estão sabendo conduzir a relação. A grande maioria, protela a busca por ajuda, vivendo situações muito críticas e insustentáveis, causando grande sofrimento psíquico. O casal precisa escolher ser feliz e viver plenamente.

 

** O leitor poderá enviar sugestões, dúvidas, questionamentos sobre o tema para o e-mail: emognhon@gmail.com Para agendar atendimentos clínicos utilizar o WhatsApp (54) 99983 9966.

 

Leia Também RABISCOS SEMANAIS: Comensalidade Social! A festa da vida O ciclo virtuoso do hábito da leitura Liberdade e seguimento de Jesus Cristo