TSE aprova registro de federação partidária entre PT, PCdoB e PV

Compartilhe
Agência Brasil   Agência Brasil 
O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou nesta terça-feira (24), por unanimidade, o pedido de criação de uma federação partidária entre os partidos PT, PC do B e PV.

A federação partidária consiste na união de dois ou mais partidos para atuarem como se fossem um só por pelo menos quatro anos. Nesta modalidade de aliança, as siglas funcionam como um único partido no Congresso, dividindo Fundo Partidário, tempo de televisão e unificando o conteúdo programático.

A federação se diferencia das coligações, onde a aliança política se dá somente durante o período eleitoral.

O pedido para composição da federação entre PT, PC do B e PV foi enviado pelos partidos ao tribunal em abril. De acordo com os documentos apresentados ao TSE, a federação denominada "Brasil da Esperança" nasce com o compromisso de superar o "Estado neoliberal".

A reunião dos partidos em federações foi aprovada pelo Congresso Nacional em 2021, sendo assim, estas são as primeiras eleições em que a modalidade de aliança é permitida (veja mais abaixo). A Federação Brasil da Esperança foi a primeira a obter o registro no TSE.

Durante o julgamento, o vice-presidente do TSE, ministro Alexandre de Moraes, argumentou que as federações são um instrumento importante para o fortalecimento dos partidos.

"Não é possível que nosso sistema eleitoral permaneça com esse número excessivo de partidos com e sem representação no Congresso", disse o ministro. "Não é possível uma governabilidade institucional com tantos partidos", afirmou Moraes.



Outras federações
Além do pedido enviado pelo PT, PV e PC do B, o TSE também analisa outros dois pedidos de federação, são eles:

- PSOL e Rede
- PSDB e Cidadania

(G1)

Leia Também Lula diz não ter rancor por prisão: “Estou apaixonado” PSB reafirma que Beto Albuquerque vai ao Piratini Em nota, Centro Terapêutico de Carazinho afirma que todos os alvarás estavam em dia Eva Valéria Lorenzato anuncia pré-candidatura à Deputada Estadual pelo PT