A importância do silêncio

Postado por: Élvis Mognhon

Compartilhe


Na vida muitas vezes escutamos a seguinte frase: “O silêncio fala mais que mil palavras”. No entanto o exercício do silêncio nem sempre é fácil, especialmente quando estamos sobrecarregados de estímulos.

Cada vez mais a vida tem se resumido a uma série incessante de compromissos e agendas. Essa vida corrida muitas vezes impede momentos de silêncio, reflexão e contemplação. Quantas vezes passamos os dias sem observarmos as belezas da natureza? Sem ouvirmos o canto dos pássaros? As coisas são simplesmente feitas, sem pensarmos sobre elas, do porquê de estarmos fazendo, muitas vezes sem um verdadeiro sentido.

A capacidade de ouvir, mais que falar, é um exercício importante. Há grande sabedoria em ouvir mais que falar. Jogar palavras ao vento pode inclusive ser sinal de arrogância, imaturidade, ignorância. Nessa semana li uma frase que me deixou muito pensativo: “Ao dizer alguma coisa, cuide para que suas palavras não sejam piores que o seu silêncio”. Quantas vezes o nosso silêncio teria sido a melhor opção? Quantas vezes jogamos palavras ao vento sem pensá-las? Quantas vezes nossas palavras magoam, oprimem, machucam?

Te convido para fazermos o exercício do silêncio. Ouvirmos mais e falarmos menos. Não que a fala não seja importante, pois ela é fundamental para a comunicação, para o estabelecimento de vínculos, mas façamos o exercício de pensarmos antes de proferirmos nossas palavras. Vamos contemplar mais as belezas da natureza que estão à nossa volta, para isso o silêncio é fundamental.

 

** O leitor poderá enviar sugestões, dúvidas, questionamentos sobre o tema para o e-mail: emognhon@gmail.com Para agendar atendimentos clínicos utilizar o WhatsApp (54) 99983 9966.

 

Leia Também RABISCOS SEMANAIS: Rosto de Emanuel! Quais os caminhos da Direita e da Esquerda? Uma cidade Encantadora!? As Festas de Final de Ano e os Traumas