A festa da vida

Postado por: Élvis Mognhon

Compartilhe

Em poucos dias estaremos no segundo semestre de 2022. A metade do ano já passou e falta vivermos a outra metade. A vida precisa ser vivida com intensidade, assim como uma festa, todos os dias precisam ser comemorados.
Muitas vezes a vida nos apresenta surpresas agradáveis, por outras desagradáveis. Há poucos dias encontrei com um amigo que me disse uma frase que me deixou muito pensativo: “Acordo todos os dias, abro os olhos, levanto, olho para fora e observo a beleza das coisas. Agradeço por mais um dia, mais um presente de Deus em minha vida”. De fato, a cada dia recebemos mais 24 horas para usarmos da forma que desejamos. Elas geralmente são ocupadas pelas escolhas que fazemos ou que em algum momento deixamos de fazer. O fundamental, porém, é não deixarmos de celebrar cada momento, cada conquista, cada superação, fazendo da vida uma festa: A festa da vida.
Nem sempre a vida é simples. Nem sempre estaremos felizes. Precisamos aceitar que haverão momentos de sombras, angústias e incertezas. Quando olhamos para esses momentos com esperança, temos mais força para superarmos os obstáculos e dificuldades da vida. 
Temos diferentes formas de olharmos para o horizonte. Posso ser mais otimista quanto ao futuro ou pessimista. Posso ver o copo meio cheio ou meio vazio. As pesquisas, porém, apresentam dados suficientes para apontar que pessoas mais otimistas, confiantes e resilientes, têm mais facilidade para trilhar o caminho da felicidade.
A vida se materializa no tempo, mas ela transcende. Nossas memórias e lembranças mantém vivas todas as coisas. Vivamos intensamente o segundo semestre de 2022, fazendo da vida uma festa. Que no findar desse ano, tenhamos orgulho de nossas vidas, de nossos feitos e das conquistas que tivemos. Vamos viver intensamente esse próximo semestre, vamos viver intensamente a nossa vida. 

** O leitor poderá enviar sugestões, dúvidas, questionamentos sobre o tema para o e-mail: emognhon@gmail.com Para agendar atendimentos clínicos utilizar o WhatsApp (54) 99983 9966.

Leia Também Quais os caminhos da Direita e da Esquerda? Uma cidade Encantadora!? As Festas de Final de Ano e os Traumas Os precursores