Lula diz não ter rancor por prisão: “Estou apaixonado”

Compartilhe

Ex-presidente da República, no período entre 2003 e 2020, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) diz que um possível retorno seu ao cargo não será marcado pelo rancor. O petista alegou que, por estar apaixonado, não guarda espaço para sentimentos ruins, ao se referir ao período em que esteve preso por 580 dias, entre 2018 e 2019, em condenações da Operação Lava Jato que foram anuladas em 2021, o tornando novamente elegível.

A fala do presidente aconteceu na noite desse domingo, 26, em um jantar com advogados em um restaurante em São Paulo. Na ocasião, também foi abordada a campanha de arrecadação de recursos do partido por Pix, para ajudar a reorganizar as bases do PT. Foram recebidos R$ 3 milhões em doações em um período de um mês.

Segundo um dos advogados presentes, Marco Aurélio de Carvalho, que coordena o Grupo Prerrogativas, que reúne profissionais do direto críticos à Lava-Jato e simpáticos a Lula, acontecerão outros eventos de arrecadação até agosto, quando a candidatura for oficializada. 

Um novo jantar entre Lula e advogados e empresários deve acontecer nesta terça-feira, 28, também em São Paulo.


Fonte: A Tarde

Foto: Ricardo Stuckert (UOL)

Leia Também OAB de Passo Fundo é homenageada pela Câmara de Vereadores Nove vereadores de Passo Fundo estarão concorrendo nas eleições de 2022 Vereadores de Passo Fundo apreciam vetos do Executivo Registro de candidatura: Bolsonaro declara patrimônio de R$ 2,3 milhões