A liberdade como princípio básico

Postado por: Élvis Mognhon

Compartilhe


 

Nessa semana, mais especificamente no dia 14 de julho, celebramos o Dia da Liberdade de Pensamento. Inspirada nos ideais da Revolução Francesa e propalada na Declaração dos Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU), a liberdade é um direito fundamental da humanidade.

Você já parou para pensar como sua liberdade é importante? O direito de livre pensar e expor as ideias, são bases, inclusive, da nossa Constituição. Temos o direito de pensarmos e defendermos nossas ideias e convicções.

A liberdade de pensamento se relaciona com a formação ética, moral, cultural, intelectual, jurídica, religiosa e filosófica de cada ser humano. Nossas convicções baseiam o nosso modo de agir e de nos relacionarmos em sociedade. A forma como compreendemos e nos relacionamos com o mundo baseiam nossos pressupostos, nosso horizonte de significação e nossa forma de pensar. Mas há um princípio básico nessa relação: a liberdade de pensamento.

A liberdade precisa ser defendida como um princípio básico, inalienável do ser humano. Ela pressupõe o direito dos demais indivíduos em sociedade e às diferenças. O caminho da liberdade precisa ser trilhado de forma plena, sempre respeitando o contraditório, garantindo uma vivência harmônica em sociedade.

** O leitor poderá enviar sugestões, dúvidas, questionamentos sobre o tema para o e-mail: emognhon@gmail.com Para agendar atendimentos clínicos utilizar o WhatsApp (54) 99983 9966.

 

Leia Também O Senhor está próximo És tu o Messias esperado? OS TRÊS OPERÁRIOS RABISCOS SEMANAIS: Rosto de Emanuel!