É preciso dizer “Não”!

Postado por: Élvis Mognhon

Compartilhe


Todos os dias somos interpelados por uma série de escolhas. Somos demandados por muitas situações e necessidades cotidianamente. A cada vez que somos solicitados para algo, há uma luta dentro de nós, e muitas vezes temos dificuldade de dizer “não”.
Desde a nossa infância relutamos em ouvir/acolher os “nãos”. Temos dificuldades se nossas pretensões são recusadas, invalidadas e negadas. O exercício do “não”, no entanto, é extremamente necessário. A vida nem sempre vai nos dizer “sim”. Muitas vezes teremos perdas, pedidos negados e surpresas desagradáveis. O exercício do “não” nos ajuda a encarar esses momentos com mais propriedade.  
Algumas pessoas apresentam grande dificuldade em ouvir ou dizer “não”. Isso pode gerar grande sofrimento. Alguns inclusive, sofrem abusos psicológicos e morais por não saberem dizer “não”. Para esses casos, recomenda-se inclusive buscar ajuda de um profissional de saúde mental. 
O processo de dizer “não” pode ser desenvolvido. Ele começa com pequenas doses de “nãos”, aumentando a intensidade gradativamente. Com o passar do tempo e do exercício de dizer pequenos “nãos”, ocorre um processo de assimilação, e a pessoa começa a se sentir de consciência tranquila pela resposta mais assertiva para aquele momento e situação.
A família é um lugar muito propício para ouvirmos e dizermos os primeiros “nãos” e aprendermos com eles. A sociedade costuma ser muito mais dura ao dizê-los. A educação dos nossos filhos precisa estar pautada por critérios claros, limites e muitos “nãos”. Não podemos privá-los disso, pois isso faz parte do processo de amadurecimento e inserção social.
** O leitor poderá enviar sugestões, dúvidas, questionamentos sobre o tema para o e-mail: emognhon@gmail.com Para agendar atendimentos clínicos utilizar o WhatsApp (54) 99983 9966.

Leia Também RABISCOS SEMANAIS: Rosto de Emanuel! Quais os caminhos da Direita e da Esquerda? Uma cidade Encantadora!? As Festas de Final de Ano e os Traumas