Crianças recebem óculos gratuitos da Prefeitura

Compartilhe

Nesta sexta-feira (16), a entrega dos óculos pelo programa Olhar de Criança foi feita aos alunos da EMEI Jardim do Sol

Augusto, de cinco anos, estava muito animado para ganhar o novo óculos. Aluno da Escola Municipal de Educação Infantil Jardim do Sol, ele foi uma das crianças atendidas pelo programa Olhar de Criança da Prefeitura e, agora, vai enxergar melhor e aprender mais. “Tô feliz. Muito obrigado”, repetia ele.

A mãe, Suelen Pimentel, afirmou que o recebimento gratuito dos óculos é muito importante para a família. “Ele estava bem ansioso para este momento. Eu já tinha percebido um desconforto porque ele ficava muito próximo da televisão para assistir. Para mim e para o Augusto, é gratificante ter esse recurso por meio da escola e da Prefeitura”, contou.

A entrega dos óculos aos estudantes da EMEI Jardim do Sol foi realizada na manhã desta sexta-feira. Assim como os demais alunos da educação infantil da rede municipal de três a seis anos, eles passaram por um teste de acuidade visual na própria instituição e aqueles que tiveram alguma alteração registrada foram encaminhados para consulta com especialista no Hospital de Olhos. Os que necessitavam de óculos o receberam de forma gratuita.

O prefeito Pedro Almeida considera que a iniciativa vai trazer resultados para o futuro das crianças. “Toda vez que a gente investe em uma criança está fazendo um gesto concreto pela cidade. Se o aluno não enxerga bem, terá mais dificuldades para aprender e ser alfabetizado. Por isso, o programa Olhar de Criança é essencial para a educação e para criarmos condições para que as crianças se desenvolvam na escola”, enfatizou.

Conforme a secretária de Saúde, Cristine Pilati, no último ano, 1,5 mil crianças passaram pela triagem na própria escola, mais de 510 foram encaminhadas para consulta no Hospital de Olhos, 202 já foram atendidas e 85 precisaram do óculos. “Sabemos a diferença que enxergar bem faz para a aprendizagem das crianças. Com os óculos, conseguimos combater desigualdades e uma deficiência que, às vezes, os pais nem sabem que elas têm”, destacou.



Sons do Mundo
Foi com a mesma perspectiva do Olhar de Criança que a Prefeitura criou, em abril deste ano, o programa Sons do Mundo, que busca identificar crianças com deficiências auditivas na rede municipal e assegurar que recebam o acompanhamento necessário. O público-alvo são as crianças de 3 a 8 anos que estudam na rede municipal.

Conforme explica a secretária de Saúde, Cristine Pilati, “o programa Sons do Mundo tem o objetivo de preencher a lacuna que possa existir entre crianças que realizaram o Teste da Orelhinha quando nasceram e crianças que estão em idade escolar e que, por algum motivo, possam ter desenvolvido déficit auditivo”.

Os alunos são triados nas escolas por uma fonoaudióloga, com avaliação clínica, otoscopia e aplicação do teste de emissões otoacústicas. Em caso de detecção de alterações, a criança é encaminhada para atendimento especializado e realização de audiometria convencional.



Leia Também Prefeitura realizará Bairro a Bairro no Valinhos neste sábado Instituto Educacional: “estamos preservando e investindo no IE”, destaca novo diretor Ecoponto Municipal abrirá nos próximos dois sábados para facilitar o descarte de resíduos Colégio Estadual Joaquim Fagundes dos Reis encerra o projeto “No bolso de minha bombacha não cabe drogas”