Investigação do MP: casal tingiu cachoeira para chá de revelação de bebê

Compartilhe

O Ministério Público de Mato Grosso vai apurar o chá de revelação em que um casal tingiu de azul uma cachoeira em Tangará da Serra, no domingo. O caso será investigado pela Promotoria do município, segundo nota divulgada pelo órgão.

Para revelar o gênero do bebê, o casal pediu para que uma cachoeira fosse tingida em Tangará da Serra, em Mato Grosso, no último fim de semana. A cor da água ficou azul, para indicar que a criança seria um menino. Mas o que eles acreditaram que seria uma forma criativa de fazer um chá revelação, na verdade, causou revolta e indignação após a publicação do vídeo nas redes sociais.

As críticas foram inúmeras, isso porque o corante usado para tingir a água pode causar danos ambientais. O evento ocorreu na beira da cachoeira, em uma propriedade privada, e tinha decorações nas cores azul e rosa. Fiscais da Secretaria do Meio Ambiente foram ao local para investigar os possíveis riscos e, se necessário, punir os responsáveis. A reportagem tentou entrar em contato com o casal, mas não obteve retorno.

Leia Também Rede de Farmácias São João entre as 500 Maiores Empresas do Sul do Brasil STF aprova revisão de toda vida de aposentadorias Campanha que arrecada absorvente descartável para pessoas em situação de vulnerabilidade é realizada em Passo Fundo Leilão de bens de Maurício Dal Agol encerra com mais de R$ 5,6 milhões arrecadados