MS: Eleitor é preso por colar teclas de urna eletrônica

Compartilhe
Foto: Reprodução/Internet   Foto: Reprodução/Internet 

Um eleitor, identificado como Gabriel Scherer da Costa, de 22 anos, foi preso por colar as teclas de uma urna eletrônica com cola instantânea e de alta resistência, em uma seção eleitoral da faculdade Estácio de Sá, em Campo Grande-MS, neste domingo (2). O jovem conseguiu sair do local de votação antes de ser descoberto, mas foi preso pela Polícia Federal pouco tempo depois na própria casa.

De acordo com o juiz eleitoral, Luiz Felipe Medeiros, o crime foi revelado após o eleitor sair da sala de votação. “O eleitor saiu e o eleitor seguinte que foi votar constatou que os teclados estavam colados, por isso não foi possível o eleitor votar”, informou.

Segundo o magistrado, imediatamente a urna eletrônica foi substituída e a votação prosseguiu normalmente, após um período de paralisação. O suspeito foi identificado e a Polícia Federal acionada para apurar o caso.

“A equipe da Polícia Federal já está presente aqui no local com a identificação do eleitor e vai iniciar essa investigação e a apuração desse crime eleitoral que ocorreu aqui”, afirmou o juiz.

A urna danificada foi encaminhada pela Polícia Federal para o Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Fonte: G1

Leia Também Suspensa sessão da Câmara de Vereadores que tratava de subsídio tarifário ao transporte coletivo Governador Ranolfo transmite cargo ao presidente da Assembleia, Valdeci Oliveira Projeto veda remuneração de empresas com base em multas de trânsito Vereador Luis Valendorf cria Projeto de Lei “Mãe Sozinha”