Governo intensifica monitoramento da covid-19 após identificação de duas subvariantes com alta possibilidade de transmissão

Compartilhe
OMS   OMS 

O Gabinete de Crise, que trata da covid-19, demonstrou preocupação após a identificação de duas subvariantes do coronavírus com alta possibilidade de transmissão, a BQ.1 e BE.9, mas não verificou necessidade de emitir avisos ou alertas. O Grupo de Trabalho, coordenado pelo governador Ranolfo Vieira Júnior, se reuniu na tarde desta quarta-feira (23/11).

Conforme dados da Secretaria Estadual da Saúde (SES), os números de casos positivos, acumulados em sete dias, triplicaram no RS, passando de um pouco mais de 1 mil, no início de novembro, para os atuais 4,6 mil. As internações clínicas aumentaram de 78 para 181, e nas UTIs a elevação de internações foi menor, de 20 para 36 casos. Os óbitos não apresentam elevação significativa.

"O momento é de atenção, visto que os casos confirmados triplicaram e os internados em leitos clínicos com covid mais do que dobraram no último mês. Entretanto, não foram emitidos avisos porque que os números ainda se mostram aquém de outros momentos da pandemia. Se replicarmos as taxas de internações de outros países que tiveram a incidência da BQ.1, não veremos picos semelhantes ao que tivemos em 2020 e 2021. Mas manteremos o monitoramento caso a perspectiva se altere", afirmou o diretor do Departamento de Economia e Estatística (DEE) da Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão (SPGG), Pedro Zuanazzi.

As recomendações das autoridades sanitárias são de estar em dia com a vacina e manter os cuidados e medidas não-farmacológicas, como uso de máscara em caso de sintomas gripais, álcool gel para higienizar as mãos, entre outros. “Vamos seguir divulgando a necessidade de se estar com o ciclo vacinal completo para combater a covid-19. Essa é a principal medida para reduzir as contaminações e efeitos da pandemia”, ressaltou a secretária adjunta da SES, Ana Costa.

Em razão das novas subvariantes e do aumento de casos no país, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) decidiu pela obrigatoriedade do uso de máscaras em aeroportos e aviões. O governo do RS, por meio da SES, emitirá uma nota técnica sobre o assunto.

Leia Também Passo Fundo fará vacinação neste sábado Vacinação contra a Covid-19 será aberta para todas as crianças de seis meses a três anos incompletos Contra lockdown, chineses destroem centro de testagem e viram carro de polícia em Guangzhou Passo Fundo iniciará a vacinação de crianças a partir dos seis meses contra a Covid-19