A hora de parar: o desafio para os atletas

Postado por: Luiz Carlos Carvalho

Compartilhe
Olá, amigos internautas!

Zé Roberto não deve ter o seu contrato renovado pelo Grêmio.  Ele está com 40 anos de idade e apesar da excelente condição física, melhor que de muitos jovens que não vem correspondendo, o clube tricolor entende que a parcela de contribuição já foi dada. A decisão faz parte dos planos da direção de reduzir a folha salarial do elenco. Convites devem chegar para o jogador.

De sua parte, no Internacional o zagueiro Índio anunciou a aposentadoria. Chegando aos 39 anos, é chegado o momento de pendurar as chuteiras. Não vinha mesmo recebendo oportunidades. O atleta soube, com dedicação, escrever o seu nome na história, conquistando os principais títulos pelo clube colorado.

Para outros atletas não é fácil encerrar a carreira. Com cuidados permanentes, Rogério Ceni, chegando aos 42 anos seguirá em campo na temporada de 2015. Ele pretendia parar, mas surgiu um novo incentivo: a disputa da Taça Libertadores da América. O goleiro conquistou todos os títulos possíveis pelo tricolor paulista, mas apaixonado que é ele pelas cores do clube, espera colocar mais uma faixa.

Para outros tantos atletas, a parada foi bem mais cedo do que se esperava. Foi o caso de Ronaldo Nazário, um dos maiores artilheiros da história do futebol. Aos 34 anos, considerou que o corpo não estava dando mais a resposta aguardada. Passou a se dedicar a outros projetos.

É a realidade não apenas do futebol, mas para todas as carreiras. Para alguns, a opção é individual. Para outros, as portas se fecham. A experiência e o talento nunca podem ser desvalorizados. Sobretudo, nada melhor que encerrar uma trajetória com a certeza de ter feito o melhor e dar embasamento para doces lembranças.

Até a próxima. Sejam felizes, vocês merecem!




Leia Também A ciência como ferramenta para a sabedoria Quebra-molas são permitidos, “em casos especiais” Passo Fundo Futsal/Fasurgs/Zamil: uma grande equipe nos representou em 2017 A Taça Maldita!