Souza chega como ídolo ao Vermelhão da Serra

Postado por: Luiz Carlos Carvalho

Compartilhe
Olá, amigos internautas!

O Esporte Clube Passo Fundo realizou nessa sexta-feira, 30, o seu último amistoso em preparação para a estreia no Campeonato Gaúcho. Não veio a vitória que se esperava, diante do Guarani, de Venâncio Aires (0x0), mas até não era o mais importante, sendo a oportunidade para os últimos ajustes. Mas, o melhor da noite foi a apresentação do meio-campista Souza.

Dentro do jogo, o tricolor criou boas oportunidades, mas pecou nas finalizações. Quando teve as maiores oportunidades parou nas defesas do bom goleiro Axel. O time da terra do chimarrão está se armando bem para a disputa da Divisão de Acesso.

Não foi ainda possível o técnico Beto Campos contar com o seu melhor potencial. Os reforços Eraldo, Romarinho e Souza somente estarão à disposição para os primeiros jogos da competição estadual.

Não resta dúvidas de que a principal contratação, de repercussão em todo o estado e também pelo país, é do jogador Souza. Ele chega com as características de ídolo, antes mesmo de jogar. Os torcedores estão carentes de ídolos, depois de Claudio Freitas e Felipe, por exemplo. 

Muito conhecido dos torcedores gaúchos pela passagem pelo Grêmio, onde até hoje é admirado pelos torcedores, tem um currículo excelente, vestindo as camisas de Porto, Paris Saint-Germain, Fluminense, Portuguesa, Cruzeiro, Ceará e São Paulo, onde foi campeão da América e do mundo.  Chegou e já colheu os aplausos do público, que foi até o alambrado para saudá-lo no Vermelhão da Serra. Distribuiu camiseta, sorrisos e participou de selfies.  Além do poderio de marketing, a presença de Souza é essencial para o crescimento do time tricolor.  Ganha o Passo Fundo em criação e habilidade, o que culminará com a condição de definição atribuída a Eraldo, além de Romarinho.

Entre os destaques individuais do amistoso de sexta-feira, ainda, a destacar a participação de Dagoberto e João Felipe, que entraram muito bem no segundo tempo, e o incansável Felipe Klein, que finalizou e ainda voltou para enfrentar os atacantes adversários. Demonstrou ter boa velocidade.  A lamentar apenas a lesão na mão de Cleverson, que passa pela avaliação do departamento médico. Sua presença em campo é fundamental no Gauchão. Esperamos que rapidamente esteja em condições de jogar.

Vamos para o Campeonato Gaúcho, sempre com muita confiança no Passo Fundo.

Até a próxima. Sejam felizes, vocês merecem!


Leia Também A ciência como ferramenta para a sabedoria Quebra-molas são permitidos, “em casos especiais” Passo Fundo Futsal/Fasurgs/Zamil: uma grande equipe nos representou em 2017 A Taça Maldita!