Panorama Geral

Luiz Carlos Carvalho

Ouvir Online

17:00:00 às 18:00:00

De Prosa e Mate

Célio França Jr.

Ouvir Online

16:00:00 às 19:00:00

Studio

Ver ao vivo

Whatsapp

AM 9968-7300

FM 9960-1059

Filosofia

A Fundação Cultural Planalto de Passo Fundo foi construída pelos cristãos católicos da Diocese de Passo Fundo e região, para instalar meios de comunicação social em benefício do desenvolvimento integral.
Os que fazem a vida da instituição devem ter, no coração e na mente, que este ideal histórico serve de orientação para o desempenho profissional e particular de cada um. É compromisso dos colaboradores da Fundação Cultural Planalto de Passo Fundo primar pela eficácia profissional, de acordo com as características do segmento econômico a que pertencem, porém com enfoque no Cristianismo, à luz dos valores evangélicos e da prática da fé viva, buscando solidificar a Igreja de Jesus Cristo.
Estes valores e critérios transformam-se nos princípios da Justiça Social, nos princípios da Doutrina Social Cristã, da promoção da dignidade da pessoa humana, do bem comum, da solidariedade, do estado de direito, da democracia, da subsidiariedade, da liberdade, do respeito à autonomia de cada realidade temporal, da ética sobre a técnica, do homem sobre a matéria e do trabalho sobre o capital.
A verdade, numa visão reta e justa da pessoa humana, desafia-nos a abrir caminhos para a construção de uma sociedade justa, livre e fraterna.
Estes são os princípios da base filosófica da Fundação Cultural Planalto de Passo Fundo.

Histórico

A Fundação Cultural Planalto de Passo Fundo, pertence a Mitra Diocesana de Passo Fundo, é mantenedora das Rádios Planalto AM / FM e Revista Somando. Dom Rodolfo Luiz Weber é o Presidente da Fundação, Pe. Neuro Zambam é o Diretor.
A Rádio Planalto AM foi fundada em 05 de abril de 1969, a Rádio Planalto FM em 16 de julho de 1982 e a Revista Somando em agosto de 1994.
A Rádio Planalto AM possui 5 KW, se caracteriza por ser uma rádio jornalística, apresentando em sua programação 18 horas de jornalismo ininterrupto. É uma emissora regional que informa para formar opiniões e prestar serviços relevantes à comunidade através de noticiários, entrevistas, avisos de utilidade pública, celebrações religiosas, jornadas esportivas e grandes eventos regionais, se destacando por ser uma emissora cultural.
A Rádio Planalto FM, também com 5 KW de potência, é uma emissora voltada à valorização da cultura gaúcha, rodando durante 24 horas somente músicas nativistas e gaúchas.
A Revista Somando caracteriza-se por publicar matérias que promovem o desenvolvimento integral das pessoas. Visa incentivar o empreendedorismo e contribuir com o crescimento das empresas e profissionais leitores.Possui 40 páginas, circulação mensal e tiragem de mil exemplares.
As Rádios Planalto AM e FM foram as primeiras emissoras no Estado a participar do sistema de avaliação do Programa da Qualidade. Anualmente, recebe avaliadores do Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade, que realizam auditorias em todos os processos da empresa, pontuando em que nível de qualidade estão classificadas.
A Fundação Cultural Planalto de Passo Fundo investe na formação profissional de sua equipe, conta com produtores e locutores altamente qualificados e de grande representatividade na comunidade regional.
O investimento não ocorre somente na parte humana, os investimentos em tecnologia de ponta, proporcionando melhor qualidade e segurança à sua programação, também, fazem parte dos objetivos das emissoras.

Missão

Gerar e divulgar informações relevantes, que promovam a evangelização, o entretenimento e o desenvolvimento humano, social e econômico.

Princípios

01. Promover a dignidade da pessoa humana;
02. Praticar e divulgar os princípios da Doutrina Social Cristã;
03. Investir nas pessoas, para promover o desenvolvimento integral;
04. Qualidade nas relações comerciais, formando uma simbiose entre empresa e clientes,
05. Associação de pessoas e de capital na formação da empresa considerada como comunidade de trabalho;
06. Responsabilidade social, através da geração de empregos;
07. Reconhecer o lucro como fator de desenvolvimento e da necessária participação aos que ajudam a produzi-lo;
08. Crescimento auto-sustentado.

Revista Somando