Ele removeu uma montanha

Postado por: Adalíbio Barth

Compartilhe


Depois de ter explicado que “a fé remove montanhas”, o padre entregou um grãozinho de areia a cada um dos presentes à missa, para que se lembrassem dessa verdade. Um dos fiéis colocou o grão no bolso, apalpando-o seguidas vezes, com todo o cuidado, para verificar se não o tinha perdido.

Em seguida, enrolou-o num papel para encontrá-lo mais facilmente. Depois guardou-o dentro de uma pequena caixa de fósforo, para aumentar a segurança. Mais adiante, passou-o para uma caixinha de plástico, a fim de torná-lo visível e afastar o perigo de perder o grão ao abrir a caixa. Ficou tão interessante que todos queriam a caixinha como presente.

Nesse momento, uma ideia brilhou na cabeça desse cauteloso indivíduo. Foi à montanha, recolheu grande quantidade de areia, selecionou os grãos mais brilhantes, e plastificou muitas caixinhas, onde colocou os grãos de diversas formas, com muitos motivos diferentes. E começou a vendê-los. O negócio prosperou tanto que teve de voltar muitas vezes à montanha, transportar muita areia e pedrinhas semipreciosas, e fabricar muitos souvenirs, com muita criatividade.

Ele acreditou em seu trabalho e nos seus dons. E sua perseverança na tarefa levou-o a remover toda a montanha, transformando-a em disputadas lembranças.

Leia Também Viver à altura do Evangelho A Palavra de Deus O menino e as uvas Ciência: aprender com o passado e olhar para o futuro