Tiroteio na Virgínia, EUA, deixa sete mortos e feridos

Compartilhe
Foto: Kendall Warner/The Virginian-Pilot/via A   Foto: Kendall Warner/The Virginian-Pilot/via A 
Polícia suspeita que atirador era gerente da loja

A polícia da Virgínia, nos Estados Unidos, informou nesta quarta-feira (23) que sete pessoas morreram no atentado em uma unidade do Walmart em Chesapeake, Virgínia, nos Estados unidos, na noite de terça-feira (22).

O atirador, que a polícia suspeita ser um funcionário da loja, está entre as vítimas fatais.

A prefeitura de Chesapeake confirmou sete mortos no episódio, um deles o próprio atirador.

Às 22h12, a polícia respondeu a um relato de um tiroteio dentro de um Walmart, disse o porta-voz da polícia de Chesapeake, Leo Kosinski.

O número de vítimas ainda é incerto. Kosinski estimou que "10 pessoas estavam mortas", mas não soube informar o número de feridos.

As circunstâncias do tiroteio ainda não são claras.

Um porta-voz do Hospital Geral Sentara Norfolk afirmou à emissora de TV local "WAVY" que cinco pacientes estavam internadas.

Não está claro se o atirador, que não foi identificado, foi morto pela reação policial ou se ele se matou.

O Walmart disse em comunicado nesta quarta (23) que estava "chocado" com o incidente em sua loja de Chesapeake e que estava trabalhando com as autoridades.

Fonte: G1

Leia Também Seca assola as lavouras da região Tudo pronto para o início do Show Rural Coopavel Associação Mãos Unidas arrecada recursos para ajudar catadores de materiais recicláveis de Passo Fundo Morre jornalista Glória Maria aos 73 anos