Reunião em defesa das propriedades rurais é realizada em Mato Castelhano

Compartilhe
Fotos: João Altair / Rádios Planalto   Fotos: João Altair / Rádios Planalto 
Agricultores de Mato Castelhano, Água Santa, Gentil, Ciriaco, Passo Fundo, Marau e Vila Lângaro, estão reunidos com advogados, para atualizar as informações referentes aos processos de demarcação de terras na região.

O advogado Rudi Ferraz, de Brasília, disse que está confiante num resultado favorável aos proprietários no STF. Inclusive, falou que confia num resultado positivo no STF com relação a manutenção do Marco Legal.

Na hipótese do Marco Legal ser derrubado ainda existe recursos judiciais.

Sobre a mudança de governo disse que o processo de demarcação independe de quem está no poder porque os recursos vão parar no Judiciário. O advogado Alexander Picollo da Rosa fez um apanhado de todo o trabalho realizado até o momento em defesa das propriedades atingidas. Esteve presente também orientando os produtores o advogado da Farsul, Frederico Buss, que tem atuado em favor dos proprietários rurais na região norte do RS. 

O prefeito Rogério França ofereceu o suporte e apoio para a realização do encontro. A Coasa anunciou a criação de um fundo para auxiliar os produtores e fez o repasse de R$ 10.000,00 para bancar despesas com viagens e assessoria jurídica. Os proprietários rurais precisam contratar advogados enquanto o movimento indígena recebe a atuação do Ministério Público Federal em defesa de seus interesses.


Leia Também Mais da metade dos municípios gaúchos está em situação de emergência pela estiagem Coasa anuncia faturamento de R$ 1.274.883.289,22 no exercício de 2022 Rádio Planalto News acompanha assembleia geral da Coasa em Água Santa Expodireto Cotrijal 2023 será lançada em Porto Alegre no dia 6 de fevereiro