Calendário escolar da rede estadual começa em 23 de fevereiro

Compartilhe
Foto: Tayná Schultz   Foto: Tayná Schultz 

As aulas da rede estadual de ensino no ano letivo de 2023 começarão no dia 23 de fevereiro, conforme a Portaria 281/2022, publicada no Diário Oficial. O recesso escolar ocorrerá entre 19 e 30 de julho, e o segundo semestre do ano letivo será realizado de 31 de julho a 22 de dezembro. No decorrer do ano, haverá avaliações diagnósticas e formativas, bem como mais uma edição das provas do Sistema de Avaliação Escolar do Rio Grande do Sul (Saers).

Estudos de Recuperação

Antes do início do ano letivo, a Secretaria da Educação (Seduc) realizará uma importante ação, chamada Estudos de Recuperação, com foco na recuperação das aprendizagens, no combate à evasão escolar e no fortalecimento da permanência do aluno em sala de aula.

A iniciativa, que inicialmente ocorreria entre 6 e 10 de fevereiro, será realizada entre 8 e 17 de fevereiro. Nos dias 6 e 7 as escolas estarão se preparando para receber estudantes. A ação será realizada com os alunos que apresentaram resultado inferior à média anual ou com frequência menor que 75% em 2022. Trata-se de uma oportunidade adicional para que o estudante recupere as aprendizagens que necessita para o próximo ano letivo, possibilitando a sua aprovação, caso atinja os índices exigidos.

Ensino Médio Gaúcho

O ano letivo de 2023 marca uma importante etapa na implementação do Ensino Médio Gaúcho na rede estadual. Pela primeira vez, os estudantes do 2º ano do Ensino Médio passarão a ter aulas dos componentes das Trilhas de Aprofundamento Curricular, dos Itinerários Formativos, parte flexível do currículo. A política que prevê a atualização do currículo começou a ser implantada em 2022 com os estudantes do 1º ano, alcançando as 1.100 escolas que ofertam a etapa e mais de 100 mil alunos.

O novo Ensino Médio, chamado no Rio Grande do Sul de Ensino Médio Gaúcho, surgiu como uma proposta para a renovação de oferta de educação aos jovens brasileiros e visa aproximar as escolas da realidade dos estudantes, com a atualização da etapa por conta das novas e complexas demandas dos dias atuais. Entre seus objetivos, estão o protagonismo do estudante e a sua permanência na escola por meio de aprendizagens significativas.

Leia Também Mestrados e doutorados UPF: inscrições encerram em 30 de janeiro UPF oferece atendimento especial para estudantes realizarem matrícula nesta quarta Creati UPF inicia período de matrículas Piso nacional dos professores sobe para R$ 4.420,55