Mais da metade dos municípios gaúchos está em situação de emergência pela estiagem

Compartilhe
Foto: Isabel Gewehr/O Nacional   Foto: Isabel Gewehr/O Nacional 
Dos 250 que enviaram notificação, 125 o Estado homologou a situação e a União reconheceu 110

Mais da metade dos municípios do Rio Grande do Sul – 250 de um total de 497 já notificaram a Defesa Civil estadual de que entrou em situação de emergência devido à estiagem. Desses, 235 tiveram os decretos recebidos em Porto Alegre, com 125 deles homologados pelo governo estadual e 110 reconhecidos pela União.

A relação ainda não leva em conta o decreto de Bagé, na Campanha, anunciado nessa sexta-feira pelo prefeito Divaldo Lara. O município, que já raciona água desde 13 de janeiro, ampliou o esquema de rodízio em fevereiro. Desde quarta-feira passada, metade dos moradores fica 12 horas seguidas sem água. A falta de chuvas persiste desde novembro.

Na região Metropolitana da capital, os níveis dos principais rios seguiam neste domingo em valores abaixo do normal, mas registraram aumento. Nessa manhã, o rio Gravataí marcou 1,49m na medição da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Infraestrutura no Balneário Passo das Canoas, em Gravataí. Em Alvorada, a medição da Estação de Tratamento de Água da Corsan apontou 1,59. A régua da Agência Nacional de Águas no rio dos Sinos, no Centro de São Leopoldo, marcou 87cm enquanto, no Guaíba, a marca da régua do Cais Mauá, no Centro Histórico de Porto Alegre, alcançou 66cm.

Fonte: Rádio Guaíba

Leia Também Expoagro Afubra – Floricultura é alternativa de diversificação para as propriedades rurais Dia de Campo da Coasa reúne mais de mil pessoas em Água Santa China retoma importação da carne bovina do Brasil Soja: pouco produto, preço baixo e sem financiamento