Grupo Planalto de comunicação

Cartilha sobre saúde materno-infantil será distribuída para municípios gaúchos atingidos pelas enchentes

Foto: Breno Esaki / Agência Saúde

A Secretaria da Saúde (SES) do Rio Grande do Sul começou, nesta segunda-feira (1º), a enviar a 95 municípios cerca de 800 exemplares de cartilhas produzidas pelo Projeto de Proteção e Promoção da Saúde Materno-infantil, desenvolvido pela Faculdade de Enfermagem da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Prioritariamente, a distribuição será para abrigos e profissionais da Atenção Primária em Saúde dos municípios que se encontram em situação de calamidade pública devido às enchentes de maio. O transporte do material será feito pelas Coordenadorias Regionais de Saúde.

A publicação busca oferecer suporte aos profissionais que atuam na linha de frente cuidando de gestantes, puérperas, recém-nascidos e crianças em municípios atingidos. A situação de calamidade resultou em um número significativo de famílias em situação de extrema vulnerabilidade e de grande risco em saúde, o que pode levar, inclusive, ao aumento da mortalidade materna e infantil no Estado.

O trabalho foi produzido por uma equipe de especialistas da área, com o apoio do Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira.

A parceria com a UFRGS e a logística de distribuição foram articuladas pelas equipes das políticas de Saúde da Criança e da Saúde da Mulher, da Divisão das Políticas dos Ciclos de Vida, da SES.

Acesse a cartilha e a lista dos municípios beneficiados.

Facebook
Twitter
WhatsApp

Notícias Relacionadas

Categorias

Redes Sociais