Grupo Planalto de comunicação

Léo Peres avalia a temporada do futebol em Hong Kong Jogador passo-fundense curte últimos dias de férias junto à família enquanto aguarda o retorno para o Oriente

Foto: Kleiton Vasconcellos/ Grupo Planalto de Comunicação

Autor de gols importantes na campanha do Sport Clube Gaúcho durante a Terceirona de 2012, o passo-fundense Léo Peres se estabeleceu no Oriente. Desde 2017 defendendo clubes de Hong Kong, o centroavante finalizou mais uma temporada e está em Passo Fundo, onde curte os últimos dias de férias.

Léo conversou com a reportagem do Grupo Planalto de Comunicação sobre a temporada recém-encerrada. Aos 32 anos, marcou gols pelo Hong Kong Football Club. “O time fez uma campanha de meio de tabela, mas pude ajudar o time com minhas atuações, da maneira como pude. Foi um ano positivo” salienta.

De fato, o centroavante foi o autor do gol mais bonito de setembro e esse gol concorre, em votação popular, ao título de gol mais bonito do ano. No lance, Léo rouba a bola e chuta de longe, encobrindo o goleiro adversário.

A votação pode ser acessada aqui.

Sobre o clube em si, Léo Peres elogia a estrutura e diz que o elenco conta com outros três brasileiros, além de chineses, ingleses e africanos. “Tem atletas de todos os cantos. Nos demos muito bem, foi muito bacana fazer parte do grupo” completa.

Quanto ao futuro, o jogador voltará na semana que vem para Hong Kong. Tem conversas adiantadas para seguir no mesmo clube, que embora tenha trocado de treinador, já houve contato para seguir a parceria.

Escolinha

Em paralelo, Léo Peres mantém uma escolinha, onde ensina futebol para crianças de Hong Kong. Ao lado do irmão Reinaldo (ex-jogador do Passo Fundo), Leo acompanha a evolução das crianças. Conforme o jogador, “consigo conciliar com o futebol e é muito gratificante passar esse ensinamento”.

Experiente

Não apenas para as crianças, Léo Peres também é referência para os companheiros mais jovens de time. “Procuro passar dicas, tranquilidade em dias de jogos, além de alguma orientação. É como eu precisei lá atrás” lembra. Neste tema, Leo conta que se espelhou muito no irmão Reinaldo e, enquanto profissional, em Sandro Sotilli, no SC Gaúcho de 2013.

Facebook
Twitter
WhatsApp

Notícias Relacionadas

Categorias

Redes Sociais