Grupo Planalto de comunicação

Polícia Federal deflagra operação contra tráfico internacional de entorpecentes e armas de fogo em Erechim Denominada Operação Contraface, a ação aconteceu em conjunto com a Receita Federal.

Comunicação Social da Polícia Federal de Cascavel PR

Empresas situadas na cidade de Erechim foram alvos da Operação Contraface, realizada pela Polícia Federal (PF), em ação conjunta com a Receita Federal, na manhã desta segunda-feira (17). A operação tem o objetivo de desarticular organização criminosa estabelecida em Cascavel e Toledo/PR, dedicada ao tráfico internacional de entorpecentes e armas de fogo.

A investigação apurou que o grupo criminoso, capitaneado por empresários de Cascavel e Toledo/PR – que possuíam empresas nos municípios alvos da operação, como Erechim – importava maconha e pistolas do Paraguai.

Foram cumpridos 9 mandados de prisão preventiva, 13 mandados de busca e 22 mandados de sequestro de bens e valores nas cidades de Cascavel/PR, Toledo/PR, Medianeira/PR, Erechim/RS e Florianópolis/SC, todos expedidos pelo Juízo da 4ª Vara Criminal Federal de Cascavel/PR.

Apurou-se que o grupo criminoso, capitaneado por empresários de Cascavel/PR e Toledo/PR:

  • Importava maconha e pistolas do Paraguai;
  • Armazenava-as provisoriamente em diversos depósitos espalhados na região oeste do Paraná;
  • Adquiria diversos veículos, especialmente caminhões, para transportá-las;
  • Constituía empresas fictícias para figurar como proprietárias de tais veículos;
  • Criava compartimentos ocultos nos automóveis;
  • Simulava a venda dos veículos para os motoristas contratados para dirigir;
  • Transportava as armas e a droga para vários estados do Brasil;
  • E constituía contas bancárias tituladas por pessoas físicas e jurídicas interpostas para lavar o dinheiro obtido com suas práticas criminosas.

Ao longo das investigações, iniciadas em maio de 2023, foram apreendidos diversos carregamentos de entorpecentes e armas de fogo pertencentes ao grupo, totalizando aproximadamente 26 toneladas de maconha e 8 pistolas.

Também identificou-se que, de 2021 até a presente data, a Orcrim teria movimentado ao menos R$ 14 milhões de origem criminosa.

Operação Drake

Em 19/10/2023, quatro agentes da Polícia Civil do Rio de Janeiro e um advogado foram presos na deflagração da “Operação Drake”, suspeitos inicialmente de escoltarem um caminhão frigorífico carregado com 16 toneladas de maconha, venderem a droga nele armazenada e, finalmente, liberarem o motorista que estava conduzindo o automóvel. O referido caminhão pertencia ao grupo criminoso alvo da operação deflagrada hoje, “Operação Contraface”.

Facebook
Twitter
WhatsApp

Notícias Relacionadas

Categorias

Redes Sociais