Grupo Planalto de comunicação

Expointer 2024 confirmada de 24 de agosto a 1º de setembro Feira ocorrerá no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio

Foto: Grupo Planalto de Comunicação (Arquivo)

A 47ª Expointer está mantida e vai ocorrer na data prevista, de 24 de agosto a 1º de setembro, no Parque Estadual de Exposições Assis Brasil, em Esteio. O anúncio oficial foi feito pelo governador Eduardo Leite nessa sexta-feira (14/6), durante uma visita ao parque, que foi atingido pelas enchentes em maio.

Logo na chegada ao local, Leite se reuniu com representantes das entidades copromotoras da Expointer. Também participaram do encontro o secretário interino da Agricultura, Pecuária, Produção Sustentável e Irrigação, Márcio Madalena, o secretário de Desenvolvimento Rural, Ronaldo Santini, e a subsecretária do Parque Assis Brasil, Elizabeth Cirne Lima.

A decisão pela realização da Expointer e manutenção da data prevista foi um consenso do grupo, depois de análises técnicas sobre a viabilidade do restabelecimento do parque e das condições de execução do evento, como explicou o governador.

“Realizar uma feira como essa em condições normais já é um desafio. Em uma situação extraordinária, mais ainda. Por isso, essa foi uma decisão tomada de forma consciente e responsável com todos os envolvidos”, garantiu Leite. “A Expointer é motivo de orgulho para o Estado. Será importante neste momento de superação e reconstrução, não só pela grande movimentação econômica que proporciona, mas pela injeção de ânimo e celebração da força e da capacidade de trabalho dos gaúchos.”

Nas próximas semanas, serão feitas as intervenções necessárias no parque, fortemente atingido pelas cheias. O governo do Estado vai investir cerca de R$ 6 milhões em obras no local. Serão realizados reparos de pisos dos pavilhões, calçamento de vias, reforma de telhados e calhas e revisão e melhorias da rede hidráulica e elétrica, além de limpeza e higienização de áreas comuns.

“O parque teve praticamente a totalidade da área alagada e sofreu uma série de avarias, mas que não vão comprometer a realização da feira. Estamos empenhados em todos os reparos emergenciais que são necessários para a abertura dos portões na data prevista”, afirmou Elizabeth. “A realização desta edição vai representar a força pela reconstrução e poderemos ter uma feira igual ou maior do que as anteriores, devido à energia positiva que está sendo canalizada para cá.”

Considerada a maior feira agropecuária a céu aberto da América Latina, o evento reuniu no ano passado 822 mil visitantes e uma comercialização de quase R$ 8 bilhões – números recordes entre todas as edições.

Para Márcio, a retomada econômica do Rio Grande do Sul depois das enchentes também passa pela realização da Expointer. “Isso se confirma com a manifestação das entidades representativas do setor primário gaúcho pela realização do evento. Além disso, a feira movimenta cerca de 30 mil empregos diretos e indiretos durante a pré-montagem, o período de realização e a desmontagem, que são de extrema importância no processo de recuperação do Estado”, destacou.

O Pavilhão da Agricultura Familiar, um dos mais queridos pelos visitantes, é um momento aguardado com grande expectativa pelos pequenos produtores, que costumam ter na Expointer o ponto alto das vendas do ano. A realização da feira será importante para apoiar a retomada econômica desse e de outros setores, como enfatizou Santini.

“Precisamos fomentar o espírito de crescimento, força e resiliência, e essa Expointer será essencial para isso. A realização da feira será fundamental para a retomada da economia de diversos setores além do agronegócio e da agricultura familiar. Vamos fazer todos os esforços possíveis para que seja um grande evento”, disse o secretário.

A Expointer é realizada pela Seapi com as entidades copromotoras: Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul (Farsul); Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetag); Federação Brasileira das Associações de Criadores de Animais de Raças (Febrac); Sindicato das Indústrias de Máquinas e Implementos Agrícolas no Rio Grande do Sul (Simers); Sindicato e Organização das Cooperativas do Estado do Rio Grande do Sul (Ocergs) e prefeitura de Esteio.

Texto: Cassiane Osório/Ascom Seapi e Thamíris Mondin/Secom

Facebook
Twitter
WhatsApp

Notícias Relacionadas

Categorias

Redes Sociais