Grupo Planalto de comunicação

RJ: novo caso investigado de mortes de jovens por intoxicação do escapamento do carro Segundo a Polícia Militar, eles foram identificados como Júlia Santos de Oliveira, de 17 anos, e João Pedro Ramos das Neves, de 20 anos, e não apresentavam nenhum sinal de violência

Foto: Portal C3

A polícia investiga as mortes de 2 jovens encontrados dentro de um carro, em Itaguaí, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, na noite de segunda-feira (1º). A suspeita é de intoxicação por gás do escapamento do veículo.

Segundo a Polícia Militar, eles foram identificados como Júlia Santos de Oliveira, de 17 anos, e João Pedro Ramos das Neves, de 20 anos, e não apresentavam nenhum sinal de violência.

O carro estava com os vidros fechados e o ar-condicionado ligado, parado na Rua Pai Fabrício, no bairro Mazomba.

Júlia tinha saído de casa de manhã para ir à escola, o Centro Federal de Educação Tecnológica (Cefet), e não deu mais notícias.

O laudo da causa da morte dos jovens ainda não saiu, mas, a suspeita é que as vítimas tenham morrido por uma intoxicação por monóxido de carbono, que é um dos gases eliminados pelos escapamentos de carros que funcionam com gasolina, diesel ou álcool. Uma ameaça invisível e sem cheiro, mas fatal em lugares fechados.

A Polícia Civil informou que as diligências estão em andamento para esclarecer o que de fato ocorreu. O caso é investigado pela 50ª DP (Itaguaí).

Outro caso de mortes de jovens (quatro) ocorreu nos últimos meses em Balneário Camboriú (SC), com intoxicação por gás do escapamento do veículo.

FONTE: G1

Facebook
Twitter
WhatsApp

Notícias Relacionadas

Categorias

Redes Sociais